Finanças

Pedidos de falência recuam no acumulado do ano


Índice caiu 21,6% no acumulado de junho de 2017 até maio de 2018 comparado aos 12 meses antecedentes, de acordo com a Boa Vista SCPC


  Por Redação DC 05 de Junho de 2018 às 13:02

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Os pedidos de falência caíram 21,6% no acumulado em 12 meses (junho de 2017 até maio de 2018 comparado aos 12 meses antecedentes), segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista SCPC.

Mantida a base de comparação, as falências decretadas subiram 21,8%, enquanto para os pedidos de recuperação judicial e recuperações judiciais deferidas1 foram observadas quedas de 5,4% e 7,1%, respectivamente.

Na comparação mensal os pedidos de falência caíram 7,9% em relação a março, enquanto as falências decretadas subiram 6,4%. No mesmo período foram observados crescimentos nos pedidos de recuperação judicial (37,2%) e recuperações judiciais deferidas (41,1%).

De acordo com os resultados acumulados em 12 meses, os pedidos de falência continuam caindo.

O movimento de queda está atrelado a melhora nas condições econômicas desde o ano passado, que permitiu as empresas apresentarem sinais mais sólidos nos indicadores de solvência. A continuidade desse processo dependerá de uma retomada mais consistente da economia.

METODOLOGIA

O indicador de falências e recuperações judiciais é construído com base na apuração dos dados mensais registrados na base de dados da Boa Vista SCPC, oriundos dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados.

FOTO: Thinkstock