Finanças

Gastos de brasileiros no exterior caem 2%


A redução nos gastos é resultado da alta do dólar, que torna as viagens mais caras. Em outubro de 2017, a taxa média de câmbio ficou em R$ 3,19, enquanto no mês passado, chegou a R$ 3,76


  Por Agência Brasil 27 de Novembro de 2018 às 13:11

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


As despesas de brasileiros em viagem ao exterior estão reduzindo. De acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC), as despesas chegaram a US$ 1,6 bilhão no mês passado, com redução de 2,08% em relação a outubro de 2017 (US$ 1,6 bilhão).

Em 10 meses do ano, as despesas também reduziram, com gastos que chegaram a US$ 15,4 bilhões, resultado inferior em 1,9% em relação ao mesmo período de 2017 (US$ 15,7 bilhões).

O chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, explicou que a redução nos gastos é resultado da alta do dólar, o que torna as viagens mais caras. Em outubro de 2017, a taxa média de câmbio ficou em R$ 3,19, enquanto no mês passado, chegou a R$ 3,76.

Encarece as viagens de brasileiro ao exterior e contribui para essa rubrica viagens internacionais tenha uma desaceleração”, diz. 

As receitas de estrangeiros no Brasil chegaram a US$ 455 milhões, em outubro, e a US$ 4,9 bilhões, nos dez meses do ano.

Com o resultado das despesas de brasileiras e as receitas de estrangeiros, a conta de viagens internacional ficou negativa em US$ 1,1 bilhão, no mês passado, em US$ 10,5 bilhões, de janeiro a outubro deste ano.

Neste mês, até o dia 23, as receitas de viagens internacionais chegaram a US$ 338 milhões e as despesas ficaram em US$ 1 bilhão. Com isso, o déficit na conta de viagens chegou a US$ 680 milhões.

FOTO: Divulgação