Finanças

Dólar cai 1,2% e bolsa volta a subir


Moeda norte-americana encerrou o pregão em em 3,8%, o menor desde 14 de agosto. O acumulado em três dias representa 3,7% de desvalorização. Já a bolsa deu continuidade à alta expressiva de ontem, embalada pelo cenário eleitoral


  Por Agência Brasil 03 de Outubro de 2018 às 17:55

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


Pelo terceiro dia consecutivo, a cotação da moeda norte-americana terminou o pregão em queda, registrando nesta quarta-feira (03/10) uma baixa 1,20%, cotado a R$ 3,8876 para venda, o menor valor desde 14 de agosto.

O acumulado em três dias representa 3,70% de desvalorização do dólar em relação ao real. O Banco Central segue com os leilões tradicionais de swaps cambiais (equivalentes à venda de dólares no mercado futuro), sem ofertas extraordinárias de venda futura da moeda.

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o pregão em alta de 2,04%, com 83.273 pontos. As ações da Petrobras seguiram a tendência, terminando valorizadas em 4,25%, seguidas por Itau com alta de 4,53% e Bradesco com 4,33%.

A alta do Ibovespa de hoje dá continuidade ao encerramento de ontem, terça-feira, quando o resultado da pesquisa eleitoral do Ibope, que mostou o avanço inesperado de quatro pontos percentuais do candidato Jair Bolsonaro (PSL), candidato alinhado a uma agenda reformista.