Finanças

Dívida em atraso é uma realidade para 36% dos pequenos empresários


Pesquisa do Sebrae, realizada entre junho e julho, mostra que as empresas que usam bem as redes sociais têm melhor saúde financeira


  Por Redação DC 20 de Agosto de 2020 às 14:53

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Empresas com presença nas redes sociais têm melhor saúde financeira, de acordo com pesquisa realizada pelo Sebrae nos meses de junho e julho com mais de 6,5 mil pequenos negócios de todas as regiões do país.

Pelo estudo, feito em parceria com a Fundação Getullio Vargas (FGV), entre as empresas que declararam estar com as dívidas em dia, 53% já realizavam vendas por meio das redes sociais, como Instagram ou Facebook.

No período da pesquisa, 36% dos empresários consultados disseram estar com dívidas em atraso.

Não ter compromissos atrasados também se mostrou fundamental para a obtenção de crédito. Entre as empresas endividadas que buscaram empréstimos, apenas 9% tiveram sucesso.

Por outro lado, o sucesso na obtenção de crédito foi declarado por 39% dos empresários que tinham as contas em dia.

Considerando o perfil socioeconômico dos empresários, o estudo do Sebrae revelou ainda que os mais escolarizados são a maioria entre os que têm dívidas em dia (63% têm superior incompleto ou mais).

Já entre os donos de pequenos negócios com nível médio ou menos, a proporção de empresários com as divididas em dia é de 36%.

 

IMAGEM: Thinkstock





Publicidade





Publicidade





Publicidade