Finanças

Demanda por crédito recua em maio


Ritmo de crescimento em 12 meses, porém, vem se mantendo constante desde 2018, de acordo com a Boa Vista


  Por Redação DC 28 de Junho de 2019 às 10:16

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A demanda por crédito do consumidor recuou 5,7% em maio na comparação com abril, já descontados os efeitos sazonais, de acordo com dados nacionais da Boa Vista. Na comparação com maio de 2018, o indicador subiu 6,6%. No acumulado em 12 meses, a alta é de 4,8%.

Considerando os segmentos que compõem o indicador, o Financeiro apresentou queda de 6,7% no mês. O segmento Não Financeiro, por sua vez, recuou 5% na mesma base de comparação.

A trajetória do indicador acumulado em 12 meses mostra que a demanda por crédito não tem apresentado sinais de aceleração no seu ritmo de recuperação, refletindo o fraco crescimento da economia e o mercado de trabalho fragilizado por elevadas taxas de desocupação e subutilização da mão de obra.

Considerando os segmentos que compõem o indicador, nota-se tendência de alta no segmento Não Financeiro, contra estabilidade no segmento Financeiro.

A deterioração do cenário econômico e a rápida queda da confiança nos últimos meses tende a se refletir em um comportamento mais cauteloso dos consumidores e afetar, com isto, a demanda por crédito, que já mostrou queda acentuada em maio – sendo que a diminuição mais acentuada foi observada no segmento Financeiro.


CLIQUE AQUI para ver a série histórica do indicador