Finanças

Demanda do consumidor por crédito cai 14,2% em março


Resultado interrompe a trajetória de estabilidade e ritmo de crescimento do indicador, que tem perspectiva de piora com os impactos da pandemia de covid-19, segundo a Boa Vista


  Por Redação DC 28 de Abril de 2020 às 10:08

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A demanda do consumidor por crédito recuou 14,2% em março ante fevereiro, na série com ajuste sazonal, de acordo com dados da Boa Vista. No 1º trimestre, o indicador teve queda de 4,1% ante igual período de 2019.

Na margem do terceiro mês, a retração do indicador foi puxada tanto pelo segmento financeiro, que recuou 15,8%, quanto pelo segmento não financeiro, com queda de 13,1%. Na base trimestral, o segmento financeiro teve alta de 5,2%, enquanto o não financeiro caiu 10,5%.

"O resultado de março interrompe a trajetória de estabilidade do ritmo de crescimento que o indicador  vinha apresentando nos últimos meses, refletindo uma piora na avaliação sobre o crescimento da economia e o mercado de trabalho", disse, em nota, a Boa Vista.

No acumulado de 12 meses, no entanto, a demanda por crédito tem alta de 1,2%, puxada pelo crescimento de 5,2% do setor financeiro. Por outro lado, houve queda de 1,5% do segmento não financeiro.

"Com as adversidades provocadas pela pandemia do novo coronavírus, espera-se uma piora nas perspectivas sobre o consumo e o mercado de trabalho nos próximos meses - fatores que podem continuar afetando negativamente a demanda por crédito neste período", completa a empresa.

O indicador de demanda do consumidor por crédito da Boa Vista é elaborado a partir da quantidade de consultas de CPF à base de dados da Boa Vista por empresas. A série histórica deste indicador inicia em 2010 e está disponível em: http://www.boavistaservicos.com.br/economia/demanda-por-credito/

FOTO: Thinkstock