Finanças

Cai o número de cheques devolvidos por falta de fundos


Em janeiro, de acordo com a Boa Vista SCPC, cerca de 2% dos 44,2 milhões de cheques emitidos foram recusados


  Por Estadão Conteúdo 20 de Fevereiro de 2017 às 19:40

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


Os cheques devolvidos por falta de fundos corresponderam a 2,07% do total movimentado em janeiro de 2017, relatou a Boa Vista SCPC

O volume é menor do que o registrado em igual período de 2016, quando alcançou 2,35%. O resultado também representa melhora na comparação com dezembro do ano passado, já que naquele mês a devolução de cheques atingiu 2,20%.

Em janeiro, foram emitidos 44,256 milhões de cheques no País, um recuo de 5,2% ante o mês anterior. Entre os devolvidos (917,5 mil), foi verificada uma queda de 10,7% na mesma base de comparação.

O Indicador de Cheques Devolvidos da Boa Vista SCPC é a proporção de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos sobre o total de cheques movimentados, que engloba o montante de cheques compensados somados aos devolvidos.

SERASA

Em janeiro, a quantidade de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos correspondeu a 2,12% do total de cheques movimentados, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Cheques sem Fundos, divulgado nesta terça-feira (21/02).

É o menor percentual desde agosto de 2015, quando foram registradas 2,11% de devoluções. Em dezembro do ano passado, o percentual de cheques devolvidos pela segunda vez foi 2,25%. Em janeiro de 2016, o índice havia sido 2,41%.

Em números absolutos, a quantidade de cheques devolvidos somou 917.049 em janeiro deste ano. O total de cheques compensados no período atingiu 43.339.051.

Para os economistas da Serasa Experian, o recuo no número de cheques devolvidos deve-se à redução da inflação, à queda dos juros e à entrada da segunda parcela do décimo terceiro salário na economia em dezembro, o que levou os consumidores a priorizar o pagamento de dívidas.

IMAGEM: Thinkstock





Publicidade





Publicidade









Publicidade