Finanças

Brasil tem forte entrada de capital


Somente em renda variável, o mercado brasileiro atraiu US$ 800 milhões em pouco mais de dez dias, de acordo com o Instituto Internacional de Finanças (IFF)


  Por Estadão Conteúdo 25 de Outubro de 2016 às 08:42

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O Brasil é destaque neste mês entre os países emergentes em atração de recursos de investidores estrangeiros, especialmente para as ações, de acordo com o Instituto Internacional de Finanças (IIF), formado pelos 500 maiores bancos do mundo e com sede em Washington.

Somente em renda variável, o mercado brasileiro atraiu US$ 800 milhões em pouco mais de dez dias, enquanto outros mercados, como África do Sul, Coreia e Tailândia registram fuga de capital.

O IIF notou que o apetite por risco de estrangeiros em mercados emergentes teve uma pausa neste mês, a partir do dia 5, depois de fortes ingressos nos últimos meses.

A saída durou até o último dia 17, com países como África do Sul, Índia e Tailândia registrando perda de recursos, que somaram ao todo US$ 4,3 bilhões.

Ao mesmo tempo, o Brasil não sentiu reflexos desse movimento e recebeu US$ 800 milhões apenas entre os dias 5 e 17, praticamente tudo para investimento em bolsa.

LEIA MAIS: Governo arrecadou R$ 33 bilhões com repatriação

Sobre o Brasil, o IIF nota que a economia está saindo de uma "longa e forte" recessão, o Banco Central começou um ciclo de corte de juros e o presidente Michel Temer tem tido sucesso em aprovar algumas medidas no Congresso.

IMAGEM: Thinkstock