Finanças

Bolsa toma fôlego e sobe 1,42%


O Ibovespa encerrou o pregão desta quarta-feira, 30/01, aos 96.996,21 pontos. As ações da Vele voltaram a subir


  Por Estadão Conteúdo 30 de Janeiro de 2019 às 19:31

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


A Bolsa ganhou fôlego nesta quarta-feira, 30/01, imediatamente após o Federal Reserve (Fed) anunciar a manutenção do nível das taxas de juros nos Estados Unidos.

De um movimento "lateral", que fazia o índice quase largar os 96 mil pontos, a definição sobre o rumo da política monetária americana deu gás suficiente para subir rapidamente 800 pontos e tocar, pontualmente, os 97 mil. 

O Ibovespa encerrou o pregão com ganhos de 1,42%, aos 96.996,21 pontos. 

VALE

O pregão iniciou nesta quarta em tom bastante positivo, com os investidores repercutindo a decisão da Vale de paralisar as atividades nas barragens semelhantes às de Brumadinho (MG).

As ações da mineradora por aqui passaram o dia em recuperação, liderando os ganhos, ao lado de Bradespar, sendo que o volume de negócios chegou bem perto R$ 1 bilhão.

Vale ON encerrou o pregão com alta de 9,03%, a R$ 46,60, e Bradespar PN subiu 7,89%, a R$ 28,72. 

DÓLAR

Em uma virada próxima do fechamento, o dólar, que passou a tarde próximo da estabilidade, chegou ao terreno negativo e fechou nesta quarta-feira no patamar dos R$ 3,69, menor valor em 20 dias.

O movimento foi uma resposta ao tom mais suave do que o esperado do Fed ao manter os juros americanos, sinalizando que a autoridade monetária será paciente com novas altas.

Assim, a moeda americana, que até as 17h operava em leve alta, encerrou o pregão em queda de 0,64%, aos R$ 3,6956.


IMAGEM: Pixabay