Economia

Volume de serviços está 2,4% acima do nível pré-pandemia


Mas o setor ainda opera 9,1% abaixo do ponto mais alto registrado em novembro de 2014


  Por Estadão Conteúdo 12 de Agosto de 2021 às 16:47

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O volume de serviços prestados subiu 2,0% no segundo trimestre de 2021 ante o primeiro trimestre deste ano, na série com ajuste sazonal, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quinta-feira, 12/08,

No trimestre anterior, o segmento tinha crescido 3,1% ante o quarto trimestre de 2020.

Na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, houve elevação de 21,5% no volume de serviços prestados no segundo trimestre deste ano.

No primeiro trimestre, os serviços tinham recuado 0,8% em relação ao primeiro trimestre de 2020.

Entre maio e junho houve avanço de 1,7% no volume de serviços prestados.

ACIMA DO NÍVEL PRÉ-PANDEMIA

O setor opera 2,4% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020, e alcança o patamar mais elevado desde maio de 2016. "É o maior patamar em cinco anos", disse Rodrigo Lobo, gerente da pesquisa do IBGE.

Apesar da recuperação nos últimos meses, o setor de serviços permanece distante do pico alcançado anos atrás. Em junho de 2021, os serviços ainda operavam 9,1% abaixo do ponto mais alto registrado em novembro de 2014.

Os Serviços prestados às famílias estavam 32,0% abaixo do pico de outubro de 2013, enquanto os serviços de informação e comunicação operam no patamar mais elevado da série histórica.

Os Serviços profissionais, administrativos e complementares estavam 20,5% abaixo do ápice de setembro de 2014, e os Transportes funcionavam 7,0% aquém do pico de fevereiro de 2014.

O segmento de Outros serviços estava 4,7% abaixo do auge de agosto de 2011.

 

IMAGEM: Pixabay






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade