Economia

Vendas do varejo paulistano crescem 5,8% na primeira metade de junho


Dados da Associação Comercial de São Paulo mostram que a recuperação do setor está se consolidando


  Por Redação DC 17 de Junho de 2021 às 12:13

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O ritmo da recuperação do varejo da capital paulista se mantém forte segundo o balanço de vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

A primeira quinzena de junho mostra alta de 5,8% nas vendas na comparação com igual período do mês anterior, lembrando que na primeira metade de maio se comemora o Dia das Mães, uma das datas mais importantes para o varejo.

A alta de junho aconteceu sobre um crescimento de 14,9% registrado na primeira quinzena de maio, em relação a igual período de abril.

Na comparação com junho de 2020 o crescimento é bem mais significativo, de 71,3%.

Em junho do ano passado o comércio da cidade de São Paulo estava autorizado a funcionar por quatro horas, todos os dias da semana, ou por seis horas, em quatro dias da semana.

Agora as restrições então mais brandas, com permissão de funcionamento das 6 horas às 21 horas.

“Sem as restrições de funcionamento das lojas de shopping e do comércio de rua a economia se mantém em ritmo forte. Outro fator que ajudou este mês foram as compras para o Dia dos Namorados”, afirma Marcel Solimeo, economista-chefe da ACSP

Ele está otimista em relação aos próximos meses. “Se não tiver mais fechamento ou restrições de funcionamento e a imunização contra a covid-19 se mantiver no mesmo ritmo, nossa expectativa é de alta nos indicadores”, diz.

Apesar da tendência de recuperação do varejo paulistano estar se consolidando, as vendas ainda estão em patamar bem inferior ao de antes da pandemia.

A comparação entre a primeira quinzena de junho de 2021 com igual período de 2019 mostra queda de 46,8%.

 

IMAGEM: Thinkstock






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade