Economia

Varejo da cidade de SP fecha 2021 com alta de 12% nas vendas


Balanço da ACSP aponta que o resultado de dezembro supera em 1,8% o de igual mês de 2019, portanto, de antes da pandemia


  Por Redação DC 07 de Janeiro de 2022 às 12:05

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


As vendas no varejo paulistano em dezembro cresceram 1,8% na comparação com igual mês de 2019, período anterior ao da pandemia de covid-19.

A informação consta do Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), indicador elaborado pelo Instituto de Economia Gastão Vidigal (IEGV) com base nos dados da Boa Vista SA.

Na comparação com dezembro de 2020 a alta foi de 18,7%. Confrontado com novembro de 2021, o crescimento das vendas em dezembro foi de 29,3%.

“Os dados refletem a melhora das condições da economia. Isso se deu por diversos fatores positivos, como a cobertura vacinal, mais mobilidade da população e do Auxilio Brasil”, afirma Marcel Solimeo, economista-chefe da ACSP.

ACUMULADO EM 2021

Com alta de 12%, o acumulado do ano parece indicar que o comércio voltou aos patamares anteriores à pandemia, mas com desempenhos muito diferentes entre os segmentos. O principal deles, de acordo com o economista, foi o crescimento expressivo das vendas on-line.

Com menos restrições ao funcionamento do comércio e o avanço da vacinação, o varejo aos poucos conseguiu se recuperar.

De janeiro a março, com as restrições às atividades econômicas, os dados registrados pelo balanço de vendas foram negativos: -11,1%, -6,1% e -23,7%. A retomada gradual começou a partir de abril. Confira na tabela abaixo:

IMAGEM: Thinkstock






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade