Economia

União destina R$ 15,9 bilhões para fundo de MPEs


Pronampe prevê linha de crédito especial para pequenos negócios com faturamento de R$ 360 mil a R$ 4,8 milhões por ano, com aval garantido pelo governo federal para ser pago em até 36 vezes


  Por Agência Senado 27 de Maio de 2020 às 14:26

  | Agência de notícias do Senado Federal


O governo federal publicou nesta quarta-feira (27/05) a Medida Provisória 972/2020, que destina crédito extraordinário de R$ 15,9 bilhões para o fundo de aval que vai garantir os empréstimos concedidos aos pequenos empreendedores brasileiros por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Veja a íntegra da MP.

Criado recentemente pela Lei 13.999/20, o Pronampe prevê uma linha de crédito especial para micro e pequenas empresas, com parte do aval garantido pela União, por meio do Fundo Garantidor de Operações (FGO). É esse fundo que receberá os R$ 15,9 bilhões.

LEIA MAIS:  Recuperação econômica passa pela reabertura responsável do comércio

A norma, publicada na edição de terça-feira (19/05) do Diário Oficial da União, abre uma linha de crédito para auxiliar micro e pequenas empresas durante a crise provocada pela covid-19. Com o Pronampe, a empresa poderá tomar empréstimos de até 30% da receita bruta anual registrada em 2019.

Os empréstimos poderão chegar a R$ 108 mil para as microempresas, com faturamento de até R$ 360 mil por ano, e a R$ 1,4 milhão para as de pequeno porte, com faturamento anual de R$ 360 mil até R$ 4,8 milhões.

No caso de empresas criadas há menos de um ano, o limite de empréstimo será de até metade do capital social ou até 30% da média do faturamento mensal. O pagamento dos empréstimos poderá ser dividido em até 36 parcelas. Será aplicada a taxa básica de juros, hoje em 3%, com acréscimo de 1,25%.

FOTO: Thinkstock