Economia

Setor de serviços deve crescer em 2019, após quatro anos de quedas


No acumulado em 12 meses, até novembro, o setor cresceu 0,9%


  Por Instituto Gastão Vidigal 14 de Janeiro de 2020 às 19:39

  | Da equipe de economistas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP)


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) acaba de divulgar o desempenho do setor serviços em novembro, que apresentou aumento de 1,8% sobre igual mês de 2018 (ver tabela abaixo), configurando a terceira alta anual consecutiva nessa comparação.

Para a equipe de economistas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), o resultado de novembro segue apontando para uma retomada gradual do setor, que deve terminar 2019 mostrando aumento pela primeira vez em cinco anos, contribuindo para o crescimento da atividade econômica, dado seu peso composição do Produto Interno Bruto (PIB).

A recuperação do setor de serviços, embora lenta, também pode ser visualizada no acumulado em 12 meses, que seguiu mostrando aceleração, ao crescer 0,9%, frente aos resultados observados nos dois meses anteriores (0,8% e 0,7%, respectivamente).

Esses resultados refletiriam a melhora relativa da situação econômica das famílias frente a gradativa recuperação da renda e do emprego, ocorrida principalmente nos últimos meses do ano passado.

Quatro das cinco atividades consideradas na pesquisa tiveram expansão, com destaque novamente para os serviços de informação e comunicação.

O único segmento que exibiu contração foi o de transportes, em decorrência da queda da produção industrial, que derrubou fortemente o volume de cargas transportado.

 

IMAGEM: Thinkstock