Economia

Queda prevista para economia este ano é de 3,76%


Projeção aparece no boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, 4/05. No relatório anterior, queda era de 3,34%


  Por Agência Brasil 04 de Maio de 2020 às 12:03

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


A previsão de queda da economia este ano voltou a ser ajustada pelo mercado financeiro. Pela 12ª semana seguida, as instituições financeiras revisaram a projeção de queda do Produto Interno Bruto (PIB), a soma dos bens e serviços produzidos no país. Desta vez, a estimativa de recuo passou de 3,34% para 3,76%.

A informação consta do boletim Focus, com projeções de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos, divulgado às segundas-feiras pelo Banco Central (BC), em Brasília.

A previsão do mercado financeiro para o PIB de 2021 é de crescimento de 3,20%. A previsão anterior era 3%. Para 2022 e 2023, a estimativa de crescimento continua em 2,50%.

DÓLAR

A previsão para cotação do dólar é R$ 5 no fim de 2020. Na semana passada, a estimativa era R$ 4,80. E para o fim do próximo ano, a expectativa é R$ 4,75, ante R$ 4,55 da previsão anterior.

SELIC

Os economistas do mercado financeiro alteraram suas projeções para a Selic (a taxa básica da economia) no fim de 2020. A mediana das previsões para a Selic neste ano passou de 3% para 2,75% ao ano. Há um mês, estava em 3,25%.

Já a projeção para a Selic no fim de 2021 foi de 4,25% para 3,75% ao ano, ante 4,75% de quatro semanas atrás.

INFLAÇÃO

Na esteira do avanço do novo coronavírus no Brasil, os economistas do mercado financeiro cortaram novamente a previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O Relatório de Mercado Focus mostra que a mediana para o IPCA neste ano foi de alta de 2,20% para 1,97%. Há um mês, estava em 2,72%.

A projeção para o índice em 2021 passou de 3,40% para 3,30%. Quatro semanas atrás, estava em 3,50%.

 

IMAGEM: Thinkstock





Publicidade





Publicidade





Publicidade