Economia

Mais de 860 mil empregos formais foram fechados só em abril


Esse é o primeiro mês totalmente afetado pela pandemia do novo coronavírus, segundo dados do Caged. Números voltaram a ser anunciados após quatro meses sem divulgações


  Por Estadão Conteúdo 27 de Maio de 2020 às 11:25

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O mercado de trabalho brasileiro fechou 763.232 empregos com carteira assinada de janeiro a abril, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (27/5), pelo Ministério da Economia. Os números foram anunciados depois de quatro meses sem divulgações. O saldo acumulado no ano é resultado de 4.999.981 admissões e 5.763.213 demissões.

Primeiro mês totalmente afetado pela pandemia do coronavírus, abril registrou o fechamento de 860.503 vagas. Foram 598.596 contratações e 1.459.099 desligamentos no período. Em janeiro, o saldo foi de 113.155, com 1.461.965 admissões e 1.348.810 demissões. Já fevereiro o saldo ficou positivo em 224.818 vagas. No mês de março, o resultado foi negativo em 240.702, com 1.386.126 contratados e 1.626.828 demitidos.

EFEITO DA PANDEMIA

O cadastro de admissões e demissões de empregados com carteira assinada foi divulgado pela última vez em janeiro, quando foram anunciados os dados referentes ao ano de 2019. Houve geração de 644 mil novas vagas formais no ano passado. Desde então, o anúncio das informações, que era feito mensalmente, foi suspenso. Segundo o governo, as empresas estão tendo dificuldades de enviar os dados por conta de mudanças no programa eSocial e devido às medidas de isolamento social provocadas pela pandemia do novo coronavírus, que levou ao fechamento de escritórios.

FOTO: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil