Economia

IPCA sobe 0,86% em outubro, maior alta para o mês desde 2002


Os maiores aumentos nos preços foram encontrados no arroz, com alta de 13,36%, e no óleo de soja, com 17,44%


  Por Estadão Conteúdo 06 de Novembro de 2020 às 13:00

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 0,86% em outubro, a maior alta para o mês desde 2002, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado é superior ao crescimento do mês imediatamente anterior, setembro, que teve resultado de 0,64%. O resultado ficou dentro das estimativas dos analistas do mercado financeiro, que iam de 0,70% a 0,97%, mas acima da mediana, de 0,84%.

A taxa acumulada pela inflação no ano ficou em 2,22%. Em 12 meses, o resultado foi de 3,92%, dentro das projeções dos analistas, que iam de 3,72% a 4,03%, e também acima da mediana, que era de 3,89%.

ARROZ

Para o mês, os grandes destaques foram o arroz, com aumento de 13,36% nos preços, e o óleo de soja, com crescimento de 17,44%.

O setor de transportes também acabou crescendo, mas em menor medida, 1,19%, com impacto de 0,24 ponto porcentual no resultado.

Artigos de residência aumentaram 1,53% nos preços, com impacto de 0,06 ponto percentual. Um outro setor que cresceu foi o de seguro voluntário de veículo, 2,21%. Este em particular registra um cenário diferente, já que vinha de sete meses de quedas.

 

IMAGEM: Pixabay







Publicidade




Publicidade






Publicidade