Economia

IPC-Fipe, que mede a inflação na cidade de SP, sobe 0,72% em novembro


A inflação acumulada em 2021 ficou em 9,10%. No mês passado, os itens Transporte e Saúde registraram as maiores elevações de preços


  Por Estadão Conteúdo 02 de Dezembro de 2021 às 07:29

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,72% em novembro, desacelerando frente ao ganho de 1% observado em outubro e também em relação à alta de 0,90% registrada na terceira quadrissemana do mês passado, segundo dados publicados nesta quinta-feira, 2/12, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Entre janeiro e novembro, o IPC-Fipe apresentou inflação de 9,10%. Nos 12 meses até novembro, a alta acumulada foi de 9,96%.

No último mês, cinco dos sete componentes do IPC-Fipe perderam força ou migraram para deflação: Habitação (de 0,93% para 0,49%), Alimentação (de 0,90% a -0,15%), Despesas Pessoais (de 1,96% a 1,87%), Vestuário (de 0,74% a 0,67%) e Educação (de 0,07% a 0,06%).

Por outro lado, houve aceleração dos itens Transportes (de 1,48% em outubro para 2,24% em novembro) e Saúde (de -0,84% para -0,39%).

Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe em novembro:

- Habitação: 0,49%

- Alimentação: -0,15%

- Transportes: 2,24%

- Despesas Pessoais: 1,87%

- Saúde: -0,39%

- Vestuário: 0,67%

- Educação: 0,06%

- Índice Geral: 0,72%

 

IMAGEM: Thinkstock






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade