Economia

Inflação paulistana acumula 0,02% no 1º quadrimestre


Em abril, subiram com maior intensidade ou reduziram a deflação as categorias saúde, educação e despesas pessoais


  Por Estadão Conteúdo 03 de Maio de 2018 às 09:05

  | Agência de notícias do Grupo Estado


O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, caiu 0,03% em abril, depois de ficar estável em março e registrar baixa de 0,02% na terceira quadrissemana do mês passado, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O resultado de abril ficou dentro de dez estimativas colhidas pelo Projeções Broadcast, que iam de deflação de 0,05% a inflação de 0,04%, mas abaixo da mediana, de +0,01%.

No primeiro quadrimestre do ano, o IPC-Fipe teve ligeira alta de 0,02%. No período de 12 meses até abril, o índice acumulou inflação de 1,29%.

Em abril, migraram para deflação ou perderam força os segmentos de Habitação (de 0,11% em março para -0,13% no mês passado), Alimentação (de 0,04% para -0,10%), Transportes (de 0,10% para 0,05%) e Vestuário (de 0,35% para 0,15%).

Por outro lado, subiram com maior intensidade ou reduziram deflação as categorias Saúde (de 0,46% para 0,91%), Educação (de 0,02% para 0,11%) e Despesas Pessoais (de -0,79% para -0,27%).

Veja abaixo como ficaram os itens que compõem o IPC-Fipe em abril:

- Habitação: -0,13%

- Alimentação: -0,10%

- Transportes: 0,05%

- Despesas Pessoais: -0,27%

- Saúde: 0,91%

- Vestuário: 0,15%

- Educação: 0,11%

- Índice Geral: -0,03%