Economia

Inflação de julho é a mais elevada para o mês desde 2002, diz IBGE


Em 12 meses, o IPCA acelerou para 8,99%, ante uma meta central de 3,75% perseguida pelo Banco Central


  Por Estadão Conteúdo 10 de Agosto de 2021 às 10:27

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


A alta de 0,96% registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em julho foi o maior resultado para o mês desde 2002, quando subiu 1,19%, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) neta terça-feira, 10/08.

A taxa de julho também foi a mais elevada no ano de 2021. O resultado fez a taxa de inflação em 12 meses atingir o maior patamar desde maio de 2016, quando estava em 9,32%. Em julho de 2020, o IPCA ficou em 0,36%.

Como consequência, a taxa acumulada pelo IPCA em 12 meses acelerou de 8,35% em junho para 8,99% em julho, ante uma meta central de 3,75% perseguida pelo Banco Central este ano.

O IPCA acumulado em 12 meses está acima do teto da meta para este ano, que seria de 5,25%. O centro da meta perseguida pelo Banco Central para o ano é de 3,75%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 ponto para cima ou para baixo (de 2,25% a 5,25%).

 

IMAGEM: Thinkstock






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade