Economia

Indicador de tendência da economia cresce em novembro


O comportamento sinaliza que o período de expansão da atividade econômica iniciado no primeiro trimestre de 2017 deverá ter continuidade ao longo dos próximos meses, segundo a FGV


  Por Estadão Conteúdo 13 de Dezembro de 2017 às 13:39

  | Agência de notícias do Grupo Estado


O Indicador Antecedente Composto da Economia (IACE) para o Brasil teve alta de 0,5% em novembro ante outubro, para 111,2 pontos, mostra relatório divulgado nesta quarta-feira (13/12), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e o Conference Board.

A pesquisa também aponta que o Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE) do Brasil, que mede as condições econômicas atuais, teve crescimento de 0,3% no mesma comparação, para 99,9 pontos.

"O comportamento do IACE no mesmo período sinaliza que o período de expansão da atividade econômica iniciado no primeiro trimestre de 2017 deverá ter continuidade ao longo dos próximos meses", afirmou Paulo Picchetti, pesquisador do Ibre.

Em relação ao ICCE, ele pontuou que todos os componentes contribuíram positivamente para a expansão do indicador em novembro.

Das oito séries componentes do IACE, seis contribuíram com o crescimento, com destaque para o Índice de Expectativas do Setor de Serviços, que teve avanço de 2,3%.

FOTO: Thinkstock