Economia

Guedes nomeia Afif Domingos como assessor especial


Ex-presidente do Sebrae defende a revisão do Sistema S com inclusão de metas de gestão


  Por Estadão Conteúdo 22 de Fevereiro de 2019 às 23:21

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O administrador e empresário Guilherme Afif Domingos foi nomeado assessor especial do ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta sexta-feira (22/02), conforme portaria divulgada no Diário Oficial da União (DOU). 

Afif já foi vice-governador do Estado de São Paulo, ministro do governo federal na gestão de Dilma Rousseff e, mais recentemente, estava na presidência do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Também foi presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Filiado ao PSD, Afif se desligou do Sebrae ano passado para concorrer à Presidência da República nas eleições de outubro, mas sua candidatura não chegou a ser confirmada.

Em dezembro, quando já estava cotado para assessorar Guedes, Afif defendeu a revisão do modelo do 'Sistema S' pretendida pelo ministro. O ex-dirigente do Sebrae destacou que a revisão deve passar pela adoção de metas de gestão. 
 
LEIA MAIS: 'Simples não é renúncia fiscal", diz Afif

Segundo ele, essas entidades têm de estar alinhadas com as políticas públicas do governo para um melhor uso dos recursos disponíveis, inclusive o Sebrae.
 
"O Sistema tem que participar das mudanças e não resistir a elas", disse Afif na ocasião. "Está na hora de mudar. É o momento de rever", completou. 

O 'Sistema S' é formado por entidades como o Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Social do Comércio (Sesc), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) e Sebrae - algumas delas vinculada a confederações empresarias como a da Indústria (CNI) e a do Comércio (CNC). 

Uma parte das contribuições e tributos que as empresas pagam sobre a folha de pagamento é repassada a essas entidades. O dinheiro deve ser usado para treinamento profissional, assistência social, consultoria, pesquisa e assistência técnica. Em 2018, foram repassados ao Sistema R$ 17,1 bilhões.
 
"Há trinta anos concorri à Presidência da República e dois jovens me ajudaram muito na divulgação da plataforma liberal que eu apresentava. Paulo Guedes elaborou o meu plano de governo e o Onyx Lorenzoni comandou a minha campanha no Rio Grande do Sul", escreveu Afif Domingos em sua rede social. "Agora que chegaram lá, o Paulo me disse: "se sonhamos juntos, venha me ajudar a realizar este sonho."