Economia

Gastos de turistas na Olimpíada podem chegar a U$ 200 mi


A estimativa é de Tulio Maciel, chefe do departamento econômico do Banco Central. A quantia é inferior aos lucros gerados pelos estrangeiros na Copa de 2014


  Por Agência Brasil 26 de Julho de 2016 às 15:29

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


O chefe do departamento econômico do Banco Central(BC), Tulio Maciel, disse nesta terça-feira (26/07) que a autoridade monetária espera um incremento de US$ 200 milhões com gastos de estrangeiros no Brasil em função dos Jogos Olímpicos.

O valor é muito inferior ao registrado na Copa do Mundo de 2014, quando ficou próximo a US$ 900 milhões, segundo o técnico. O valor impactará o resultado das contas de julho, agosto e setembro.

LEIA MAIS: Preços abusivos podem ser tiro no pé nas Olimpíadas

Maciel argumentou que o fato de o evento ser quase todo centralizado no Rio de Janeiro - já que apenas jogos de futebol serão realizados em outros estados - pode explicar a estimativa menor.

O número foi calculado levando em conta os resultados apresentados nos países sede das últimas três edições dos Jogos Olímpicos.

Ele ressaltou que esse valor será adicional aos gastos normalmente registrados no país. "A cidade do Rio de Janeiro já tem um fluxo permanente", lembrou.

FOTO: Thinkstock

 







Publicidade




Publicidade






Publicidade