Economia

Empresário paulistano volta a mostrar otimismo


Indicador da Fecomercio-SP volta ao campo positivo após 36 meses. A melhora no emprego, segundo a instituição, contribuiu para a mudança de patamar


  Por Agência Brasil 26 de Fevereiro de 2018 às 18:06

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


O Índice de Expansão do Comércio (IEC) avançou 1,8% em fevereiro, passando de 99,7 pontos em janeiro para 101,5 pontos neste mês. O indicador é calculado desde 2011 pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP).

O resultado ficou acima de 100 pontos – limite que separa o pessimismo do otimismo – após 36 meses abaixo desse índice. Na comparação com fevereiro de 2017, quando o índice estava em 78,4 pontos, o IEC teve crescimento de 29,4%.

O índice é formado por dois componentes: expectativas para contratação de funcionários e nível de investimento das empresas. Para o levantamento foram entrevistados cerca de 600 empresários no município de São Paulo. O indicador varia de zero a 200 pontos, partindo do desinteresse absoluto para o interesse absoluto sobre a expansão dos negócios.

Em relação à expectativa de contratação, houve alta de 0,2%. Em janeiro a pontuação estava em 117,3 e agora ficou em 117,6, ambas revelam otimismo. Na comparação anual, o aumento foi de 24%. Em fevereiro do ano passado o componente estava em 94,8.

Já quando ao nível de investimentos das empresas, houve alta de 4% em fevereiro com o índice passando de 82,1 pontos no mês anterior para 85,4. Em relação a fevereiro do ano passado, quando o componente estava em 62, o acréscimo é mais expressivo (37,7%).

A Fecomercio-SP avalia que, com o emprego em recuperação, “o investimento deve retornar com mais força e fazer cada vez mais parte dos planos dos empresários”.

A federação acrescenta ainda que “a propensão a empregar, que está quase 25% acima da apurada em fevereiro do ano passado, é também um excelente sinal”.

IMAGEM: Thinkstock