Economia

Economia brasileira caiu 0,2% em julho


Monitor do PIB da FGV aponta que a atividade econômica continua travada, com sinais conflitantes. A queda de 0,2% no PIB foi puxada pela agropecuária e pela indústria total


  Por Estadão Conteúdo 17 de Setembro de 2019 às 10:39

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro recuou 0,2% na passagem de junho para julho, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

Na comparação com julho do ano passado, a economia cresceu 0,8% em julho deste ano. A taxa acumulada em 12 meses ficou em 0,9%.

Para Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV, a economia continua travada, com sinais conflitantes.

"A economia ainda não consegue se libertar da armadilha do baixo crescimento, em torno de 1%", afirmou Considera, em nota oficial.

Na passagem de junho para julho, a queda de 0,2% no PIB foi puxada pela agropecuária (-1,3%) e pela indústria total. Dentro do PIB industrial, houve perdas no segmento de produção e distribuição de eletricidade (-3,6%), indústria de transformação (-1,1%) e construção (- 1,1%).

Na comparação com julho do ano passado, o crescimento de 0,8% na atividade econômica foi impulsionado pelo setor de serviços (1,8%). Sob a ótica da demanda, o consumo das famílias cresceu 2,5%, mas o consumo do governo encolheu 0,3%.

A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no PIB) caiu 0,8%. Quanto ao setor externo, as importações subiram 1,4%, enquanto as exportações diminuíram 2,8% em julho de 2019 ante julho de 2018.

Em termos monetários, o PIB totalizou aproximadamente R$ 4,107 trilhões em valores correntes no acumulado de janeiro a julho.