Economia

Consumo de bens cresce em agosto, aponta Ipea


Dos 22 segmentos da indústria de transformação pesquisados, 15 registraram alta na comparação com julho. Os destaques foram veículos e farmoquímicos


  Por Estadão Conteúdo 20 de Outubro de 2017 às 16:13

  | Agência de notícias do Grupo Estado


O consumo de bens industriais no País cresceu 2,5% em agosto ante julho, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea de Consumo Aparente da Indústria avançou 4,4% em agosto na comparação com o mesmo mês do ano passado.

O indicador é obtido a partir da soma da produção industrial doméstica e das importações, menos as exportações. Com o resultado de agosto, a taxa acumulada em 12 meses ficou negativa em 0,7%, reduzindo o ritmo de queda registrado em julho, quando estava em -1,6%.

As importações de bens industriais saltaram 8,7% em agosto ante julho, enquanto a produção doméstica avançou 1% já descontadas as exportações. Os números trazem perspectivas positivas para o desempenho da indústria nos próximos meses, avaliou o Grupo de Conjuntura do Ipea, em nota oficial.

Com exceção dos bens intermediários, que recuaram 2,2% na passagem de julho para agosto, todas as grandes categorias econômicas registraram avanços. O destaque foi crescimento de 6% dos bens de consumo duráveis. Entre as classes de produção, a extrativa mineral teve alta de 3,5% em agosto ante julho, no segundo avanço seguido, enquanto a demanda por bens da indústria de transformação mostrou elevação de 2,8%.

Dos 22 segmentos da indústria de transformação, 15 registraram crescimento em agosto ante julho. As principais contribuições positivas foram de veículos automotivos, com alta de 6,9%, e farmoquímicos, com expansão de 5,7%.

Na comparação com agosto do ano passado, 16 segmentos registraram crescimento, com destaque também para os veículos automotivos (26,2%).

IMAGEM: Thinkstock