Economia

Consumidor paulista mostrou mais otimismo em agosto


Levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) revela que o paulista começa a se sentir mais seguro com relação às finanças e ao emprego


  Por Redação DC 15 de Setembro de 2020 às 13:18

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O Índice Nacional de Confiança (INC), da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), mostra que o otimismo está voltando entre os consumidores do estado de São Paulo.

Em agosto, a percepção do paulista com relação a sua situação financeira atual e o emprego melhorou. O índice que mede essas situações registrou 33 pontos. Em julho, estava em 26 pontos.

Já os que se diziam muito insatisfeitos ou insatisfeitos diminuíram. O índice que mede essas realidades caiu de 52 pontos, em julho, para 50 pontos, em agosto.

Vale destacar que os índices do INC variam de zero a 200 pontos, sendo que registros acima de 100 pontos mostram otimismo.

"Ainda há espaço para economia melhorar. Podemos dizer que o pior já passou", diz Ulisses Ruiz de Gamboa, economista da ACSP.

EMPREGO

Outro dado que mostra tendência de melhora é a percepção do paulista em relação ao emprego.

O índice que aponta que a população do estado está muito mais segura, ou um pouco mais segura em relação à permanência no emprego subiu de 24 pontos, em julho, para 28 pontos, em agosto.

Já o índice que registra os muito menos ou um pouco menos seguros no emprego recuou de 42 para 38 pontos.

Pensando nos próximos seis meses, também há uma melhora nas expectativas.

O indicador que aponta que a população de São Paulo tem receio muito grande de que alguém de sua família perca o emprego caiu de 47 pontos, em julho, para 42 pontos, em agosto.

"Isso certamente terá impacto positivo na atividade econômica, porque a melhora da percepção aumenta a predisposição dos consumidores em realizar compras", diz Ruiz de Gamboa.

 

IMAGEM: Pixabay