Economia

Confiança do consumidor melhora em maio, aponta CNI


As expectativas positivas em relação à queda da inflação e ao aumento do emprego puxaram o indicador de confiança, que, no entanto, permaneceu abaixo da média histórica


  Por Agência Brasil 30 de Maio de 2016 às 16:10

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


O Índice Nacional de Confiança do Consumidor (Inec) atingiu 105,2 pontos em maio, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O patamar é o mais alto desde janeiro do ano passado, quando estava em 104,2 pontos.

Segundo a CNI, o resultado de abril configurou aumento de 7,9% na comparação com abril e de 6,6% em relação a maio de 2015. Apesar de ter crescido, a confiança do consumidor segue abaixo da média histórica, que é 109,2 pontos. 

LEIA MAIS: Índice de confiança do comércio sobe em maio, mas...

Sinal de que não há recuperação total da confiança é o fato de a expectativa de compra de bens de maior valor ter caído de 111,6 pontos, em abril, para 110,9 pontos em maio, uma queda de 0,6%. Na comparação com maio do ano passado, houve crescimento de 1,5%.

De acordo com a CNI, “o aumento do índice [em maio] se deve principalmente à melhora das expectativas dos consumidores em relação à inflação, ao emprego e à renda nos próximos meses”.

OTIMISMO

As expectativas em relação à inflação e ao emprego foram as que mais melhoraram. No caso da inflação, a confiança quanto à queda ficou em 126,5 pontos, crescendo 23,2% em relação a abril e 36,8% ante maio de 2015. 

O otimismo em relação ao emprego atingiu 125,6 pontos, um aumento de 15,2% na comparação com abril e 30,8% ante maio do ano passado.

A expectativa de renda pessoal ficou em 96,6 pontos em maio, com alta de 9,8% em relação a abril deste ano, mas recuo de 2,8%  na comparação com igual período de 2015.

 

 





Publicidade





Publicidade









Publicidade