Economia

Comércio puxa a alta nas contratações


Números do IBGE mostram que o setor gerou 179 mil vagas no trimestre encerrado em janeiro


  Por Estadão Conteúdo 28 de Fevereiro de 2020 às 13:50

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O comércio foi o setor que puxou a geração de vagas no trimestre encerrado em janeiro, com 179 mil contratados a mais que no trimestre terminado em outubro de 2019. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados nesta sexta-feira, 28/02, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na passagem do trimestre terminado em outubro para o trimestre encerrado em janeiro, houve contratações também nas atividades de outros serviços (+58 mil ocupados), indústria (+2 mil), alojamento e alimentação (+94 mil), transporte (+110 mil) e informação, comunicação e atividades financeiras (+58 mil).

Por outro lado, houve demissões na agricultura, pecuária, produção florestal pesca e aquicultura, com 126 mil trabalhadores a menos em um trimestre, na construção (-65 mil), nos serviços domésticos (-83 mil) e na administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (-134 mil).

Em relação ao patamar de um ano antes, todas as atividades geraram vagas, com exceção da agricultura, que perdeu 107 mil trabalhadores ante o trimestre até janeiro de 2019. As contratações ocorreram na indústria (512 mil vagas a mais), informação, comunicação e atividades financeiras (+212 mil), transporte (+213 mil), alojamento e alimentação (+173 mil empregados), outros serviços (+276 mil pessoas), administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (+268 mil vagas), comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (+242 mil vagas), serviços domésticos (+56 mil) e construção (+41 mil trabalhadores).

 

IMAGEM: Thinkstock