Economia

Comércio mundial será fraco no 2º semestre


A análise é da Organização Mundial do Comércio que prevê pouco crescimento para os próximos três meses


  Por Estadão Conteúdo 08 de Julho de 2016 às 11:54

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


A Organização Mundial do Comércio (OMC) prevê uma recuperação nas exportações de produtos primários no segundo semestre de 2016, depois de forte quedas nos preços nos últimos anos.

Os dados foram publicados nesta sexta-feira (8/07). A entidade, porém, alerta que o comércio mundial continuará, de um modo geral, a registrar uma taxa de expansão baixa no terceiro trimestre do ano.

A partir de cem indicadores internacionais, a OMC começa a publicar projeções sobre o que ocorrerá com o comércio mundial nos próximos meses.

O índice mede uma série de fatores e todos os resultados abaixo de 100 pontos são considerados como um sinal de que pode haver uma contração nos fluxos em comparação ao trimestre precedente.

De forma geral, o primeiro resultado apontou para um índice de 99 pontos, abaixo da tendência do último trimestre e dando sinais de que o comércio pode perder força em julho e agosto. "Atualmente, os dados sugerem que o crescimento do comércio continuará fraco no terceiro trimestre ", disse Roberto Azevedo,  diretor-geral da OMC.

Os dados foram confirmados pela publicação dos resultados comerciais da Alemanha, a maior economia da UE. Segundo os dados de Berlim, as exportações do país caíram de 101 bilhões de euros em abril para 99 bilhões em maio.

Ainda assim, a projeção é mais positiva que os dados do primeiro trimestre do ano. " Isso sugere que o comércio mundial pode se recuperar no segundo trimestre. Mas as debilidades devem persistir no terceiro trimestre ", explicou a OMC.

POTÊNCIAS

Nem todos os setores tiveram o mesmo desempenho. As exportações das maiores economias do mundo voltaram a crescer e terão uma recuperação nos próximos meses.

Mas os dados de transporte aéreo sobre cargas e contêineres continuam fracos, ainda que com um sinal de estabilização.

A produção e vendas de veículos sofreram queda, depois de uma recuperação no início do ano. O setor de eletrônicos também registrou uma tendência de queda.

Já o comércio de bens agrícolas registrou uma forte expansão, somando 106,5 pontos, acima da média.

As projeções feitas em abril pela OMC apontaram que o comércio mundial terá uma expansão de apenas 2,8%, bem abaixo da previsão inicial de 3,9%. Em 2015, a taxa já havia sido de apenas 2,8%, a pior em anos.

Para 2017, a previsão é de uma expansão de 3,6% no mundo. Mas bem abaixo da média de 5% ao ano na década de 90.

FOTO: thinkstock





Publicidade





Publicidade









Publicidade