Economia

Com medidas restritivas, vendas de Páscoa recuam 33%


Primeira data comemorativa do ano já reflete os cuidados para evitar a propagação da covid-19, segundo dados da Boa Vista


  Por Redação DC 14 de Abril de 2020 às 09:46

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


As vendas do comércio para a Páscoa recuaram 33% em 2020, quando comparadas a igual período do ano anterior, segundo dados da Boa Vista. Em 2019 as vendas cresceram 1,5%. O gráfico abaixo mostra a série histórica

das vendas na data.  

Páscoa é a primeira data comemorativa do ano, e já refletiu os efeitos das medidas restritivas ao covid-19. Antes das medidas as expectativas eram de crescimento nas vendas, acompanhando a recuperação que vinha em andamento no comércio varejista desde o ano anterior. Esta é a primeira data comemorativa que sente os efeitos das restrições. A próxima data importante no calendário do varejo é o Dia das Mães, que será comemorado em 10 de maio.  
  
O cálculo do volume de vendas para esta data foi baseado em uma amostra das consultas realizadas no banco de dados da Boa Vista, o SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Para esta data foram consideradas as consultas realizadas no período de 08 a 12 de abril de 2020, comparadas às consultas realizadas entre 17 a 21 de abril de 2019. 

FOTO: Gerald Altmann/Pixabay