Economia

Cesta básica paulistana sobe 2,95% em junho


Preço médio da cesta passou de R$ 682,25 em maio para R$ 702,38 em junho, de acordo com o Procon-SP. Problemas climáticos, questões sazonais, excesso ou escassez de oferta são os vilões da vez


  Por Agência Brasil 16 de Julho de 2018 às 12:46

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


O custo dos produtos da cesta básica na capital paulista teve alta de 2,95% em junho, na comparação com maio, segundo pesquisa da Fundação Procon-SP.

O preço médio da cesta passou de R$ 682,25 em maio para R$ 702,38 em junho.

A pesquisa constatou alta de 3,64% em itens de alimentação, influenciada por problemas climáticos, questões sazonais, excesso ou escassez de oferta ou demanda pelos produtos, preços das commodities, variações cambiais, formação de estoques e desonerações de tributos.

Os produtos que mais encareceram foram o leite UHT (22,97%), frango resfriado inteiro (20,36%), farinha de trigo (19,48%), alho (13,76%) e carne de segunda sem osso (12,25%). As maiores quedas foram observadas na batata (-56,53%), cebola (-22,57%) e biscoito recheado (-9,55%).

LIMPEZA E HIGIENE

Houve queda em limpeza (-0,19%) e higiene pessoal (-1,75%). No grupo limpeza, o preço médio dos produtos era de R$ 36,91 em maio e diminuiu para R$ 36,84 em junho. Tiveram redução o detergente (-4,48%), o limpador multiuso (4,46%) e o sabão em barra (-3,10%).

No grupo higiene pessoal, os produtos custavam, em média, R$ 60,60 em maio e caíram para R$ 59,54 em junho. Apresentaram queda o sabonete (-5,74%), o papel higiênico (-1,68%) e o creme dental (-0,80%).

FOTO: Thinkstock