Economia

Alta no IPCA de maio é a maior desde 2008


O índice subiu 0,78% no último mês, e acumula alta de 9,32% no acumulado dos últimos 12 meses, de acordo com IBGE


  Por Agência Brasil 08 de Junho de 2016 às 09:41

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA voltou a subir, fechando o mês de maio em 0,78%, resultado 0,17 ponto percentual superior ao de abril, que foi de 0,61%. Esta é a taxa mais elevada para os meses de maio desde 2008, quando atingiu 0,79%.

Os dados relativos ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, foram divulgados hoje (08/06), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com a alta de maio, o IPCA passa a acumular variação de 4,05% nos primeiros cinco meses do ano, resultado, no entanto, inferior em 1,29 ponto percentual aos 5,34% de igual período em 2015.

LEIA MAIS: "Estamos em uma das piores recessões da história"

O IPCA acumulado dos últimos doze meses (a taxa anualizada) ficou em 9,32%, ligeiramente acima dos 9,28% relativos aos doze meses imediatamente, anteriores. Em maio de 2015, o IPCA fechou em 0,74%.

A principal contribuição para a alta de maio veio do grupo habitação, que subiu 1,79%, e colaborou com 0,27 ponto percentual para o IPCA do mês, tendo como principal contribuição para a aceleração do grupo a taxa de água e esgoto, com alta de 10,37%. Foi o item de maior contribuição individual no mês, com 0,15 ponto percentual.

LEIA MAIS: Índice geral de preços subiu 1,13% em maio

Ainda no grupo habitação, outros itens importantes exerceram pressão no IPCA do mês: energia elétrica (2,28%), mão de obra para pequenos reparos (0,87%), artigos de limpeza (0,85%) e condomínio (0,79%). Energia elétrica, com alta de 2,28%, também exerceu pressão sobre o grupo habitação.

INPC 

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) subiu 0,98% em maio, após ter registrado alta de 0,64% em abril, segundo dados divulgados nesta quarta-feira, 08/06, pelo IBGE.

Como resultado, o índice acumulou alta de 4,60% no ano e avanço de 9,82% em 12 meses. O INPC mede a variação dos preços para as famílias com renda de um a cinco salários mínimos e chefiadas por assalariados.

LEIA MAIS: Dólar fecha abaixo de R$ 3,45

CONSTRUÇÃO

O Índice Nacional da Construção Civil (INCC/Sinapi) variou 0,83% em maio, após uma alta de 0,46% em abril. O índice acumula alta de 3,55% no ano. Em 12 meses encerrados em maio, a elevação é de 6,68%.

Segundo o IBGE, o custo nacional da construção alcançou R$ 997,60 por metro quadrado em maio, acima dos R$ 989,37 por metro quadrado estimados em abril. A parcela dos materiais variou 0,17% em maio, ante 0,27% em abril, enquanto o custo da mão de obra subiu 1,58% em maio, ante 0,69% do mês anterior.

*FOTO: Thinkstock






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade