Brasil

Temer entrega metrô no Rio e diz que Brasil precisa de paz


O presidente interino disse que os Jogos Olímpicos promoverão a unidade do país


  Por Agência Brasil 30 de Julho de 2016 às 16:13

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


Em cerimônia neste sábado (30/07) na Estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, foi inaugurada oficialmente a linha 4 do metrô do Rio de Janeiro, que liga o bairro da zona oeste a Ipanema, na zona sul, com cinco estações: Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico. 

O presidente interino Michel Temer, o governador Luiz Fernando Pezão, o governador em exercício Francisco Dornelles e o prefeito Eduardo Paes participaram da inauguração.

Temer disse que a inauguração da obra é importante pela pujança do Rio de Janeiro e o entusiasmo com a Rio 2016. 

“É fundamental que esses Jogos Olímpicos promovam, e promoverão, certa e seguramente, a unidade do nosso país, não só internamente, mas também unidade internacional. Porque o esporte é o melhor meio de unir e reunir as pessoas. A Olimpíada aqui no Rio de Janeiro gera obras que deixam um legado para a população do Rio de Janeiro. São obras importantes para as Olimpíadas, mas obras que serão utilizadas depois que passarem as Olimpíadas. Basta verificar a linha 4 do metrô, que faz com que as pessoas cheguem muito mais rapidamente às suas casas”.

As autoridades embarcaram em Ipanema e fizeram a viagem inaugural até o Jardim Oceânico, onde a imprensa os aguardava, e foram recepcionados pela Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro.

Segundo o prefeito Eduardo Paes, a linha 4 vai “economizar” o equivalente a 50 dias por ano para os moradores da Barra da Tijuca. 

“Estou com um sentimento de dever cumprido. Essa cidade nos últimos anos construiu 150 quilômetros de BRTs. Em 2009, 19% dos cariocas usavam transporte de alta capacidade. Com essa entrega aqui e agora, e com a abertura da TransBrasil, vamos ter 63% dos cariocas se deslocando com transporte de alta capacidade”.

Pezão destacou que a rede ferroviária terá 120 novos trens e 22 estações revitalizadas. No discurso, Temer brincou que o câncer pode ter feito bem ao governador. 

“Quero registrar a alegria de reencontrar o Pezão. Há coisas que são maléficas, mas que vem para o bem. Você está melhor do que antes, está até mais bonito”.

OPERAÇÃO

A partir de segunda-feira até a quinta-feira (04/08), quem tem credenciamento para os Jogos Rio 2016 poderá acessar a linhar 4 sem necessidade de cartão. 

Durante o período olímpico e paralímpico, apenas os credenciados ou portadores de ingresso para as competições do dia e o cartão RioCard Olímpico poderão usar a linha 4. 

Os cartões são pessoais e estão sendo vendidos em 35 máquinas de autoatendimento, ao preço de R$ 25 para um dia, R$ 70 para três dias consecutivos ou R$ 160 para sete dias seguidos.

A linha 4 passa a operar para toda a população no dia 19 de setembro, após os Jogos Paralímpicos, e em horário experimental, de 11h às 15h. 

A expectativa é que até o fim do ano a linha 4 entre em operação total e transporte cerca de 300 mil pessoas por dia. A obra começou em 2010 e custou R$ 9 bilhões.

FOTO: Beto Barata/Agência Brasil