Brasil

Prefeitura detalha regras para empresas abrirem por 8 horas em SP


Em nova atualização do Plano São Paulo, nenhuma região do estado aparece mais na fase vermelha, que permitia apenas o funcionamento do comércio essencial


  Por Renato Carbonari Ibelli 21 de Agosto de 2020 às 13:46

  | Editor ibelli.dc@gmail.com


Foi publicada nesta sexta-feira, 21/08, portaria que regulamenta a ampliação de horário para funcionamento das empresas paulistas que operam em regiões que estão na fase amarela do Plano São Paulo.

O período de funcionamento foi estendido de 6 horas para 8 horas, que poderão ser contínuas ou fracionadas ao longo do dia. O horário limite é 22 horas, quando bares e restaurantes terão de fechar as portas.

O comércio de rua poderá abrir entre 10 horas e 18 horas. Os shoppings populares, das 5 horas às 13 horas e os demais shoppings, entre 12 horas e 20 horas.

A portaria permite aos donos dos estabelecimentos optarem por horários diferentes, desde que avisem na entrada do negócio o período no qual estará aberto.

Na fase amarela, os negócios que recebem clientes podem atender até 40% da capacidade total. Nesta fase podem abrir o comércio de rua em geral e os shoppings, além dos escritórios, bares e restaurantes.

PARQUES DA CAPITAL

Os 70 parques da cidade de São Paulo voltam a funcionar de segunda a sexta no horário habitual, das 6 horas às 18 horas, lembrando que alguns têm horários distintos, como o Ibirapuera, que fica aberto das 6 horas até a meia-noite.

Os parques não estarão liberados aos finais de semana para evitar aglomeração. O Ibirapuera, por exemplo, em situação normal, chega a receber 100 mil pessoas aos sábados.

EPIDEMIA NO ESTADO

Nenhuma região do estado está mais na fase vermelha, a mais rígida do Plano São Paulo. Franca e Registro, que estavam nesta fase, na qual apenas o comércio essencial pode abrir, migraram para a fase laranja.

A região de Barretos, que estava na fase laranja, avançou para a amarela, assim como as sub-regiões Norte e Oeste da Grande São Paulo.

Já as regiões de Marília e São João da Boa Vista regrediram da fase amarela para a laranja por causa do aumento no número de internações hospitalares decorrentes da covid-19.

A ocupação média de leitos no estado é de 56,8%, a menor já registrada. A redução das internações nos últimos sete dias, comparado aos sete dias anteriores, é de 3%. No caso dos óbitos, o recuo no período é de 16% e de 26% no número de casos.

 





Publicidade





Publicidade





Publicidade