Brasil

Ministério Público denuncia Lula por lavagem de dinheiro


Para os promotores de São Paulo há indícios de que o ex-presidente tentou esconder a identidade do verdadeiro dono do imóvel


  Por Redação DC 09 de Março de 2016 às 19:39

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O ex-presidente Luiz Inácio Lulada Silva foi acusado criminalmente pelos promotores Cássio Conserino e José Carlos Blat, do Ministério Público de São Paulo. Segundo reportagem publicada na noite desta quarta-feira (09/03) no Estadão, os promotores acusam Lula dos crimes de lavagem de dinheiro por, supostamente, ocultar a propriedade do triplexno Condomínio Solaris, no Guarujá.

Os promotores protocolaram a denúncia na Justiça de São Paulo nesta quarta-feira. Para eles, há indícios de que o ex-presidente tentou esconder a identidade do verdadeiro dono do imóvel – registrado em nome da empreiteira OAS -, algo que pode caracterizar o crime de lavagem de dinheiro.

É uma acusação que ocorre paralelamente às feitas no âmbito da operação Lava Jato. O tríplex teria sido reformado pela empreiteira OAS, que é alvo da operação, a um custo de R$ 777 mil.

Lula nega ser proprietário do imóvel. Em 2006, quando se reelegeu presidente da república, ele declarou à Justiça eleitoral possuir uma participação em uma cooperativa habitacional no valor de R$ 47 mil. Com problemas de caixa a cooperativa em questão, a Bancoop, repassou o empreendimento para a empreiteira OAS.    







Publicidade




Publicidade






Publicidade