Brasil

Memória | Lincoln da Cunha Pereira (1928-2020)


Integrante da diretoria da ACSP desde 1966, presidente da entidade e da Facesp por duas gestões e do Conselho Superior nos dias atuais, empresário participou ativamente da política nacional


  Por Redação DC 04 de Agosto de 2020 às 14:44

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) comunicam o falecimento de seu ex-presidente, o empresário curitibano Lincoln da Cunha Pereira, ocorrido nesta terça-feira (04/08), em São Paulo. O sepultamento realizou-se nesta data.

Formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná, Pereira desenvolveu atividades no comércio, indústria, agronegócio e entidades de classe. Foi presidente fundador da Indústrias Portmann S/A Manufaturas Têxteis, diretor geral das Lojas Garbo, diretor-gerente da Fibran Agropecuária Industria e Comércio, diretor e vice-presidente da Indústria de Roupas Regência S/A, diretor secretário da Agropecuária São Pedro S/A e diretor da LCP Administração e Comércio Ltda, todas em São Paulo. Também foi diretor da Indústria de Roupas do Nordeste S/A, na Paraíba. 

Participou da diretoria da Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários do Estado de São Paulo, e foi vice-presidente do Clube dos Diretores Lojistas de São Paulo.

Sua trajetória de vida e seu nome sempre foram entrelaçados à ACSP, onde exerceu, a partir de 1966, o cargo de superintendente do Serviço de Proteção ao Crédito (SCPC). Depois, assumiu cargos como integrante da Diretoria Plena e do Conselho Deliberativo, do qual tornou-se membro vitalício, e de vice-presidente em duas gestões.

Foi eleito e reeleito Presidente da entidade nas gestões 1991/93 e 1993/95, período em que também presidiu a Facesp. Em suas duas gestões, impulsionou a ACSP com dinamismo e larga visão de empreendedor, dando início a um processo de renovação e modernização da entidade. Atualmente, integrava o Conselho Superior da ACSP. 

Neste período, participou de importantes eventos do setor, ao mesmo tempo em que intensificou o intercâmbio empresarial e cultural. Entre os eventos de maior destaque, está a reunião da Câmara Setorial do Agrobusiness, ocasião em que foi criada a Associação Brasileira do Agrobusiness. No âmbito interno, foram fundadas as distritais do Tatuapé e de Pirituba, em 25 e 26 de novembro de 1991, e da Vila Maria, em 10 de junho de 1992.

O empresário destacou-se ainda por sua atuação em vários momentos da vida nacional, sendo marcante o seu inflamado discurso, como representante da ACSP, no movimento pelas Diretas-Já. 

Em 1992, a ACSP atuou no movimento Ética na Política, juntamente com outras entidades, inclusive sindicais. Este movimento e a pressão popular conduziram ao processo de impeachment do presidente Fernando Collor de Mello. Ao mesmo tempo, Pereira, na sua segunda gestão, concentrou atenção e esforços na revisão constitucional em curso. A revisão não ocorreu, mas a ACSP não esmoreceu, continuando no debate pela revisão da Carta Magna.

Ainda em 1993, a entidade lutou contra a instituição do Imposto sobre Movimentação Financeira (IPMF). No âmbito interno, na segunda gestão de Pereira, foi fundada a distrital do Butantã, em 6 de abril de 1994.

Juntamente com Daniel Machado de Campos, o empresário foi o organizador das atividades comemorativas do Centenário da ACSP, em 1994. Também realizou reformas no edifício sede, como a criação de um auditório e a reforma da plenária e do gabinete da presidência.

Participante ativo da política nacional, Lincoln da Cunha Pereira também exerceu os cargos de deputado estadual em duas legislaturas pelo Paraná, e foi secretário de Negócios, Trabalho, Indústria e Comércio do governo paranaense. 

Atuando em seu escritório de advocacia em Moema em seus últimos anos de vida, Pereira deixa a mulher, Maria Tereza da Cunha Ribeiro, e cinco filhos. 

Seu nome ficará registrado na história da Associação Comercial de São Paulo como um dos seus grandes líderes.

FOTO: Acervo ACSP





Publicidade





Publicidade





Publicidade