Brasil

FHC: impedimento da presidente é o caminho


"Tão doloroso quanto o impeachment é a assistir ao desfalecimento da economia e da sociedade", disse o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que antes pedia a renúncia de Dilma


  Por Redação DC 19 de Março de 2016 às 20:32

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


"Com a incapacidade que se nota hoje de o governo funcionar, de ela (Dilma) resistir e fazer o governo funcionar, eu acho que agora o caminho é o impeachment", disse o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo

FHC disse que mudou gradativamente de posição. Defendia que a presidente Dilma Rousseff renunciasse, em um "gesto de grandeza", como afirmou ao jornalista Alberto Bombig, autor da entrevista.

"Tão doloroso quanto o impeachment é a assistir ao desfalecimento da economia e da sociedade", disse.

Para o ex-presidente, as instituições brasileiras estão mais sólidas do que na época do impeachment do ex-presidente Fernando Collor (1992) e, por isso, não deve haver temor de retrocesso institucional. E se o afastamento se concretizar, segundo ele, assumirá o vice-presidente Michel Temer -com provável apoio do PSDB.

"O PSDB tem de perguntar ao presidente o que ele vai fazer com o País. Se estiver de acordo, tem apoiar", declarou FHC, ao acrescentar que o país quer a continuidade da Lava Jato, soluções para as questões econômicas e respeito à institucionalidade.

Na mesma entrevista, o ex-presidente se declarou chocado com as revelações das conversas telefônicas de Lula e seus aliados no governo, liberadas pelo juiz Sergio Moro:

"O que mais me chocou nesses áudios (...) foi o baixo teor do palavreado e o tipo de atitude revelado através deles. Não têm nada de republicano, nada de democrático, é uma coisa de chefe de bando", disse.

FOTO: Nilton Fukuda/Estadão Conteúdo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 





Publicidade





Publicidade





Publicidade