Brasil

Entidades empresariais lançam manifesto favorável à PEC Emergencial


O documento, elaborado pela Abrainc, pede a redução do gasto público, incentivo a investimentos e uma agenda de reformas, entre outros pontos


  Por Redação DC 25 de Fevereiro de 2021 às 17:10

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Entidades que representam diferentes segmentos da economia brasileira divulgaram um manifesto nesta quinta-feira, 25/02, listando ações governamentais que consideram prioritárias. Entre elas estão a redução dos gastos públicos com a aprovação da PEC Emergencial, o incentivo a investimentos e uma agenda de reformas.

O manifesto foi elaborado pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) e é apoiado por dezenas de entidades, entre as quais está a Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Segundo o documento, este é um momento de oportunidade para “mudar o Brasil, fazer o país avançar na direção de uma vida melhor, com mais emprego e renda.”

Para tanto são elencadas as seguintes prioridades:

  • garantir recursos para o Auxílio Emergencial para atender aos mais vulneráveis aos efeitos econômicos da pandemia.
  • conter o gasto público, que já alcançou quase 90% do PIB.
  • incentivar investimentos e gerar empregos, reduzindo a carga tributária e o déficit nas contas públicas.
  • avançar nas reformas.
  • aprovar a PEC Emergencial, que deve trazer medidas de contenção dos gastos públicos e garantir o equilíbrio fiscal no longo prazo.

Segundo a Abrainc, as entidades que assinam o manifesto representam 45% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

CLIQUE AQUI PARA VER A ÍNTEGRA DO MANIFESTO

 

IMAGEM: Pixabay





Publicidade





Publicidade









Publicidade