Brasil

Aumenta o apoio da população à Lava Jato


Estudo da Ipsos revela que os brasileiros querem que as investigações continuem, mesmo tendo reflexo na economia do país


  Por Estadão Conteúdo 06 de Julho de 2016 às 20:24

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


Levantamento realizado pela Ipsos revela que 85% dos brasileiros apoiam a continuidade das investigações da maior operação de combate à corrupção no País, a Lava Jato, independente do impacto dela na situação econômica brasileira. 

O porcentual é maior do que o constatado pela Ipsos em janeiro, quando 79% revelaram apoio.  A margem de erro do levantamento é de três pontos percentuais.

LEIA MAIS: Lava Jato reforça o fantasma da baixa autoestima dos brasileiros

A pesquisa é a primeira a identificar o aumento no apoio da população à Lava Jato após o processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff e com a chegada ao poder do governo do presidente interino Michel Temer

E também registra a queda no porcentual dos que acreditam que a investigação, que tem desdobramentos em vários Estados, estaria piorando a situação econômica.

Em junho, apenas 39% dos pesquisados concordaram com tal hipótese, ante 46% registrado em janeiro. Em contrapartida, o total dos que discordam da afirmativa registrou forte elevação, saltando de 38% para 48% entre janeiro e junho deste ano.

Houve crescimento também dos que afirmam conhecer a Lava Jato. De acordo com a pesquisa Ipsos, 69% dos entrevistados em junho afirmaram saber algo ou bastante a respeito das investigações, ante 58% registrados em janeiro. 

O nível dos que não sabem ou dos que ouviram falar das investigações, mas não sabem nada a respeito delas, reduziu para 31% em junho contra 42% em janeiro.

A pesquisa foi realizada entre os dias 2 e 13 de junho com 1.200 entrevistas presenciais em 72 cidades brasileiras.

PIZZA

A percepção de que as investigações irão terminar sem punição aos envolvidos registrou nova queda em junho, quando apenas 35% dos entrevistados concordaram com a afirmativa de que a Lava Jato deva "acabar em pizza".

O resultado mostra leve redução ante o resultado de abril (38%), ainda dentro da margem de erro, e forte retração ante o número de janeiro, quando 46% dos pesquisados acreditavam que a operação terminaria sem punição aos envolvidos.

Apesar do otimismo com o avanço da operação, houve uma leve queda no porcentual dos que acreditam que as investigações transformem o Brasil "num País sério". 

Em junho, 72% dos pesquisados afirmavam que a Lava Jato teria tal efeito sobre o Brasil, ante 75% em abril.

Apesar da variação para baixo, que também está dentro da margem de erro, o resultado de junho continua elevado no comparado com o de janeiro, quando apenas 53% dos pesquisados acreditavam que a Lava Jato poderia transformar o Brasil em um "País sério".

A Ipsos é uma empresa independente global na área de pesquisa de mercado e está presente em 87 países. A companhia tem mais de 5 mil clientes e ocupa a terceira posição na indústria de pesquisa.

IMAGEM: Agência Brasil







Publicidade




Publicidade






Publicidade