Brasil

Afif destaca importância de livre comércio para pequenos negócios


Presidente do Sebrae diz que acordo com Argentina deve estimular iniciativas com outros países


  Por Agência Sebrae 28 de Novembro de 2016 às 19:57

  | Informações do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena empresa


O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, destacou nesta segunda-feira (28/11) a importância de acordos de livre comércio para estimular o desenvolvimento de pequenos negócios.

Para Afif, o acordo fechado recentemente com a Argentina é o primeiro passo para que ocorram negociações com outros países, inicialmente na América do Sul, e posteriormente para nações como o Líbano, onde também há grande concentração de pequenos negócios.

Em outubro, os presidentes do Brasil, Michel Temer, e da Argentina, Maurício Macri, assinaram acordos bilaterais para eliminar barreiras e incentivar a atuação de micro e pequenas empresas na integração entre os países.

Nesta segunda-feira, Afif participou do painel “As Oportunidades de Investimento na América Latina”, no evento Potencial da Diáspora Libanesa, realizado em São Paulo. “Quando se fala em comércio internacional, apenas o big business é citado. Mas o small business representa a imensa maioria dos negócios”, ressaltou o presidente do Sebrae.

Afif disse que as primeiras tratativas para o acordo bilateral com a Argentina foram realizadas por meio de laços com amigos de origem libanesa que vivem no país vizinho. Para ele, a identidade cultural pode ajudar a estreitar laços comerciais, como no caso das comunidades libanesas existentes ao redor do mundo. Ele citou o setor de turismo como um dos mais promissores para ampliar a relação comercial com o Líbano.

O painel contou com a participação de Jorge Anis Chocair (vice-ministro da Pesca do Chile), Flávio Amary (presidente do Secovi), Julio Made (fundador e CEO da Lenor, da Argentina), Andrea Chama (especialista em inovação), Alberto Cheker (diretor da Cempler, do Uruguai) e Amal Kabalan (fundador e presidente da ONG Afifa, da Argentina), com mediação da jornalista Sonia Racy.

IMAGEM: Agência Brasil