Brasil

ACSP se despede de 2018 com 50 mil balões


Soltura de balões que acontece há 26 anos é uma tradição da Associação Comercial de São Paulo. Quem esteve perto do Centro de São Paulo, viu o céu da cidade todo colorido


  Por Redação DC 28 de Dezembro de 2018 às 11:45

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


FESTA DO BALÕES ACONTECE HÁ 26 ANOS/
FOTO: RENATO SANTANA/ACSP

Mais um ano a tradição se repetiu. No último dia útil do ano, os balões coloridos da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) enfeitaram o céu da região central da capital paulista nesta sexta-feira (28/12), por volta das 12h30, no Pátio do Colégio.

O evento é promovido pela entidade desde 1991. Neste ano 50 mil balões biodegradáveis subiram pelo céu da cidade num momento simbólico para se despedir de 2018. Centenas de pessoas acompanharam o momento.

“Em 2018, o Brasil e os brasileiros enfrentaram enormes desafios, e por isso o desenho deste ano vai homenagear esse país que tanto amamos. É um momento muito bonito, que colore o céu e marca a passagem para 2019, ano que, esperamos, será de muitas conquistas para todos”, diz Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Na ocasião, Marcel Domingos Solimeo, economista-chefe da ACSP, disse que o evento anual é uma homenagem ao país e a tudo que a população brasileira viveu em 2018.

"Esses balões levam nossos desejos e reavivam a nossa esperança para que 2019 seja um ano melhor".

Também presente no evento, João Bico, vice-presidente da ACSP, resgatou a história do evento que acontece há 26 anos. A soltura de balões começou em 1992, no último dia útil daquele ano, com os office-boys que trabalhavam na ACSP.

A decisão veio um ano após, um grupo de funcionáios jogarem papéis picados pelas janelas do prédio da entidade para celebrar o fechamento de mais um ciclo.

No ano seguinte, mais funcionários aderiram e, em vez de papéis, o grupo soltou cem balões.

Em 1993, o número aumentou. Já em 1994, quando a ACSP assumiu a organização oficial do evento, foram soltos cinco mil balões. Quando o número chegou a 20 mil balões, a festa passou a ser realizada no Pátio do Colégio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FOTOS:Mariana Missiaggia/DC