Brasil

ACSP quer Casa do Empreendedor no lugar da 'Cracolândia da Zona Norte'


O terreno, localizado na Avenida Cruzeiro do Sul (foto), seria usado pela prefeitura para transferir os dependentes químicos do bairro da Luz, na região central da cidade. A associação comercial pretende instalar no local um posto de serviços para facilitar a vida do empresário


  Por Wladimir Miranda 27 de Novembro de 2018 às 19:59

  | Repórter vmiranda@dcomercio.com.br


A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) oficializa nesta quarta-feira (28/11), em reunião com Milton Flávio, Secretário de Relações Governamentais da Prefeitura de São Paulo, a proposta de construir a Casa do Empreendedor, na Zona Norte da cidade.

A ideia é utilizar um terreno de mais de 5 mil metros quadrados, localizado na Avenida Cruzeiro do Sul, nas proximidades da Estação Armênia do metrô e do Shopping Center D.

No local, a prefeitura paulistana planejava instalar tendas de atendimento para dependentes químicos. Ou seja, os serviços do Atende Cracolândia seriam transferidos do bairro da Luz, na região central da cidade, para o terreno, que fica muito próximo de bairros populosos como Santana, Carandiru, Parada Inglesa, Jardim São Paulo e Vila Guilherme, entre outros.

A chegada de usuários de drogas e, consequentemente de traficantes, fez com que os moradores, comerciantes e entidades civis e religiosas se movimentassem. Inúmeros abaixo-assinados foram enviados às autoridades municipais, inclusive um virtual, com dez mil nomes.

Houve também várias passeatas e uma vigorosa reação nas mídias sociais contra a transferência do Atende Cracolândia para a região.

Claudio Moreira do Nascimento, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), sessão Santana, e Alba Medardoni, presidente da Associação Amigos do Mirante Jardim São Paulo (AAMJSP), lideraram o movimento que resultou na decisão da prefeitura paulistana de não concretizar a transferência do Atende Cracolândia para a Zona Norte.

O TERRENO PRÓXIMO DE ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS

O terreno fica próximo a instituições de ensino importantes, como a Escola Federal de São Paulo, e igrejas.

“A Zona Norte, por ser uma região residencial e comercial, não tem condições de receber estas pessoas. Trata-se de um caso de saúde pública e de segurança”, afirma João Bico, vice-presidente e coordenador de novos negócios da ACSP.

CASA DO EMPREENDEDOR

Os entendimentos para a construção da Casa do Empreendedor começaram em um encontro na sede da ACSP, que teve a presença do Secretário Milton Flávio, de João Bico, do diretor superintendente da Distrital Centro da ACSP, Luiz Alberto Pereira da Silva, de Luís Carlos Ferreira Eiras, diretor superintendente da Distrital Norte e Celso Moretti, representante dos empreendedores da Zona Norte.

Como resultado do encontro, foi elaborado um protocolo de intenções, que será entregue ao secretário na reunião desta quarta-feira.

A Casa do empreendedor nasce com o objetivo de reinserir o usuário de drogas na sociedade.

“A Associação Comercial de São Paulo já iniciou contatos para fazer parcerias com empresários com o objetivo de viabilizar o projeto. A casa do empreendedor será o Poupatempo do micro e pequeno empreendedor. Terá cursos de especialização para capacitar pessoas para o primeiro emprego. Já fechamos um acordo com o Camp Centro (Centro de Aprendizagem e Melhoramento Profissional), idealizado e administrado pela Distrital Centro da ACSP, que já encaminhou centenas de jovens para o primeiro emprego", disse Bico.

Caso Bruno Covas aprove o projeto, o acordo para a construção da Casa do Empreendedor será assinado na primeira quinzena de dezembro, em solenidade que terá a presença do prefeito paulistano e de Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de Estado de São Paulo (FACESP).

Imagens: Divulgação