Acontece no Estado

Setor de serviços é o que mais emprega na região de Campinas


Projeção prevista é de 894 mil postos de trabalho criados - uma recuperação de 42,5 mil empregos, de cordo com a Acic


  Por Redação Facesp 14 de Outubro de 2019 às 07:47

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


Avaliando os dados do Emprego Formal em Campinas e Região observa-se que, em 2018, foram criados 851.679 postos de trabalho, uma perda de (-12,78%) em relação a 2017, o que corresponde a uma redução de (-124.744) postos em relação a 2017, considerando todos os oito principais segmentos.

Em relação a 2019, cuja a projeção prevista é de 894.264 postos de trabalho criados, o ano deve representar uma recuperação de 42.588 postos, o equivalente a uma recuperação de +5,00% em relação a 2018, considerando todos os oito principais segmentos.

Avaliando o Emprego Formal na RMC, especialmente os dois principais Segmentos do Comércio e Serviços, temos:

 

 Avaliando a quantidade de Estabelecimentos existentes na RMC, nos segmentos Comércio e Serviços, temos:

 

 

Esse seria o melhor resultado para 2019 nos empregos do Comércio e Serviços, cujos dados não oferecem concretização de contratações, devido às circunstâncias ruins dos indicadores econômicos até o momento.

Avaliando agora os números de Estabelecimentos criados em 2018 foram instalados 159.518 deles, que em relação a 2017 correspondem a um fechamento de (-6.765) estabelecimentos. Em relação a 2019, a projeção prevista é da instalação de 166.913 estabelecimentos, representando uma recuperação de +7.396 novos estabelecimentos, cerca de 4,64% em relação a 2018.

Avaliando o Emprego Formal em Campinas, especialmente os dois principais Segmentos do Comércio e Serviços, temos:

 

 Avaliando a quantidade de Estabelecimentos existentes em Campinas, nos segmentos Comércio e Serviços, temos:

 

 

E-COMMERCE

A participação da RMC de Campinas, no e-commerce é de 18,5% da movimentação financeira nacional, bem como da movimentação dos pedidos.

Assim, em 2018, o e-commerce na RMC movimentou R$ 9,8 bi, e em Campinas cerca de R$ 5,1 bi, uma expansão de 12,0% sobre os R$ 8,8 bi de 2017.

Para 2019, a expectativa é de uma expansão de 15,0% sobre o faturamento de 2018 na RMC, podendo chegar aos R$ 11,3 bi, o que comprova a expansão do e-commerce na Região.

FOTO: Pixabay