Acontece no Estado

Nota de repúdio da Facesp e da CACB ao ataque sofrido pela ACIPI


Respeito às instituições


  Por Redação Facesp 06 de Setembro de 2016 às 00:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (FACESP), em nome das 420 entidades filiadas, e a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), manifestam solidariedade à Associação Comercial e Industrial de Piracicaba (ACIPI), vítima de covarde ato de violência por um grupo de vândalos que, incapazes de conviver em ambiente democrático, expressa seu inconformismo agredindo propriedades públicas e privadas.

Ao depredar a ACIPI, símbolo do empreendedorismo de Piracicaba e da região, esse grupo demonstra ser contra o progresso e a melhora das condições de vida da população, apostando no “quanto pior, melhor”, para alcançar seus objetivos de conquistar o poder pela violência, revelando suas características autoritárias e impatrióticas.

A FACESP e a CACB condenam essa agressão à entidade piracicabana e todas as formas de violência contra propriedades em geral. E esperam que tais atos sejam coibidos com energia e que seus responsáveis sejam punidos na forma da lei. O direito a manifestações não pode servir de pretexto para ataques sistemáticos às instituições, das quais o direito de propriedade e as seguranças patrimonial e pessoal constituem partes fundamentais.

A Federação e a Confederação manifestam sua solidariedade à polícia, embora condenem eventuais excessos, mas consideram que é função da autoridade garantir o respeito à lei, mesmo com o uso da força quando necessário. Esperam, também, que a Justiça aplique a lei contra os que praticarem atos de violência, independentemente do pretexto utilizado ou da autodenominação dos grupos responsáveis.

Reiterando solidariedade à Associação Comercial e Industrial de Piracicaba, a FACESP e a CACB manifestam sua confiança nas autoridades e a certeza de que novos atos dessa natureza não mais serão tolerados e que as instituições serão preservadas para que os empresários possam se dedicar à sua função de promotores do progresso, produzindo, gerando empregos e renda, contribuindo para a retomada da economia e do desenvolvimento social.

George Pinheiro, presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) 

Alencar Burti, presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (FACESP) e da Associação Comercial de São Paulo (ACSP)

Também assinam este documento os vice-presidentes da Facesp:

(Região Administrativa)

(Vice-presidente Regional)

1

São Paulo

João Bico de Souza

2

Metropolitana ABC

Valter Moura

3

Metropolitana ALTO DO TIETÊ

Marcus Vinícius de Almeida Melo

4

Metropolitana OESTE

Moacyr Correa Félix Junior

5

Litoral Paulista

Eliseu Braga Chagas

6

Vale do Paraíba

Felipe Antônio Cury

7

Campinas

Adriana Maria Garavello Faidiga Flosi

8

Jundiaí

Elizeu Pereira da Silva

9

Sorocaba

Waldomiro Raimundo de Freitas

10

Vale do Paranapanema

Ernesto Melo Bonilha

11

Ribeirão Preto

José Carlos Carvalho

12

Bauru

Vinicius Carvalho Lima

13

Araçatuba

Roberto Carlos Cassiano

14

São Jose do Rio Preto

Antônio Carlos Parise

15

Marília

Libânio Victor Nunes de Oliveira

16

Baixa Mogiana

Antônio Carlos Coelho Pessanha

17

Presidente Prudente

Ricardo Anderson Ribeiro

18

São Carlos

Gino José Torrezan

19

Franca

José Alexandre Carmo Jorge

20

Alta Noroeste

Rosimeire Fernandes de Aquino Francisco