Acontece no Estado

Facesp chega aos 58 anos com missão de fortalecer rede de associações


Alfredo Cotait, presidente da Facesp, destaca o PFor, plano da entidade criado para desenvolver pequenas associações do interior paulista


  Por Cleber Lazo  16 de Setembro de 2021 às 16:21

  | Repórter Facesp cleber.lazo@facesp.com.br


A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) completa 58 anos nesta quinta-feira, 16/09. A entidade chega a esta marca ainda mais comprometida com a missão de valorizar a rede de associações comerciais, as legítimas representantes do empreendedorismo e das micro e pequenas empresas.

Como representante desta rede de mais de 420 associações comerciais, porta-vozes de quase 300 mil associados, a Facesp conquistou protagonismo nos debates de temas que impactam o dia a dia do empreendedor.

O espaço e a representatividade conquistados pela Facesp somente será mantido com as associações comerciais fortes e cada vez mais unidas. E é com estes objetivos que a entidade implementou em 2021 o Plano de Fortalecimento da Rede de Associações Comerciais (PFor).

Em funcionamento há seis meses, o PFor já beneficiou 220 associações do interior.

O Plano oferece condições - seja no âmbito econômico, estrutural ou de gestão - para que as associações comerciais instaladas em cidades consideradas de pequeno porte possam crescer e se desenvolver. 

Com o PFor, as associações e, consequentemente, toda a rede, passaram a ter melhores condições de auxiliar os empreendedores afiliados.

NOVOS SERVIÇOS

A valorização da rede também resulta do trabalho desenvolvido pela Facesp para que novos serviços sejam incluídos no portfólio de soluções oferecidas pelas associações comerciais.

Entre as atividades que já iniciaram a operação e outras que passam por uma etapa de testes e adaptações se destacam: ACCredito SCD, linhas de crédito e serviços financeiros; o CRDC, oferta de crédito com base em recebíveis; o novo sistema do certificado de origem; a digitalização autenticada de documentos; e o mais recente registro de marcas, a ser posto, brevemente, à disposição das associações comerciais.

Além disso, as soluções da Boa Vista; as oportunidades colocadas à disposição pelo Instituto Talentos; as inovações da ACCredito benefícios; e o cada vez mais importante Certificado Digital foram mantidos, ampliados e passam por um processo de melhoria.

Um grande avanço para a rede foi a chegada da Faculdade do Comércio (FAC-SP), que colocará as associações comerciais no sistema de capacitação e qualificação do comércio, por meio dos polos de ensino a distância (EAD).

Agora, as entidades oferecem conhecimento de qualidade via rede associativista, tendo como base um ensino inovador e que atende de forma direta os anseios dos empreendedores, que buscavam conhecimento relacionado as suas áreas de atuação.

COVID

Em mais um ano impactado pela covid-19 e pelas restrições impostas às atividades econômicas, a Facesp defendeu de forma veemente todo empresariado paulista, sobretudo as micro e pequenas empresas.

A Federação enfrenta a pandemia junto com os empreendedores e busca, com diálogo junto às autoridades, diminuir os prejuízos gerados. Outro aspecto importante foi a defesa da vacinação em massa da população, de forma rápida e organizada.

Ao longo deste ano a Facesp também se notabilizou pela participação ativa na construção de importantes medidas econômicas:

- Lei do Ambiente de Negócios

- Lei da Liberdade de Empreender

- Lei do Contribuinte Legal,

- Ampliação do prazo de regularização dos MEIs

- Mudanças no Imposto de Renda

- Defesa do Simples Nacional

- Parcelamento de débitos das MPEs

EMPREENDEDORISMO FEMININO

A Facesp teve destaque nas ações de fomento ao empreendedorismo feminino por meio do trabalho do Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura (CMEC).

Diante de muitas conquistas que marcam este 58º aniversário, uma delas, que simboliza a importância da Facesp, foi garantir às micro e pequenas empresas da região de Garça o resgate de dívidas deixadas por uma construtora que fez um pedágio na cidade. Foram mais de R$ 2 milhões em dívidas recuperadas.

Se havia alguma dúvida das forças da Facesp e do associativismo, este processo em Garça e os avanços conquistados ao longo deste ano demonstram que a Federação segue firme com o compromisso de defender os empreendedores e valorizar a rede de associações comerciais.






Publicidade


Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade