Acontece no Estado

Estagiários e SCPC centralizam encontros regionais


Visitas em cidades da região surpreendem o vice presidente da Facesp, Libânio Victor Nunes de Oliveira


  Por Redação Facesp 27 de Janeiro de 2017 às 00:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


O vice presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Libânio Victor Nunes de Oliveira, esteve visitando associações comerciais do centro oeste paulista, que fazem parte da Região Administrativa de número 15 (RA15) da Federação, quando teve oportunidade de conversar com os presidentes das entidades associativas, em que dois assuntos monopolizaram as conversas, sobre a colocação de estagiários no mercado de trabalho e principalmente sobre a modernização do Sistema Central de Proteção ao Crédito (SCPC), duas prestações de serviços importantes para as entidades. “Todas as associações comerciais precisam criar alternativas de serviços disponíveis para os associados”, comentou o vice presidente em visita a todas as 19 associações comerciais da região.

Depois de visitar as entidades nas cidades de: Rinópolis, Parapuã, Bastos e Pompeia, desta vez foram as cidades de: Paraguaçu Paulista, Quatá, Maracai e Echaporã. “Todo início de ano procuro visitar as entidades para apresentar alguns detalhes que vamos desenvolver durante o ano”, falou Libânio Victor Nunes de Oliveira que aproveita a oportunidade para conhecer melhor o trabalho de cada uma delas junto a comunidade e a classe produtiva. “Apesar de todas terem o mesmo objetivo, a forma de trabalho é diferente uma da outra”, constatou ao verificar que mesmo a cidade sendo considerada pequena o trabalho de uma associação comercial é importante.

Na conversa que teve com o diretor da associação comercial da cidade de Paraguaçu Paulista, Lindomar Caires de Alcântara, o foco principal foi a representação da classe, quando foi lembrado a importância do trabalho realizado pela entidade junto ao Poder Público Municipal. “Essa parceria com a Prefeitura é fundamental para o sucesso de ambos: do município e do comércio”, disse o dirigente paraguaçuense que recepcionou a comitiva da Facesp de forma festiva, pois, além do vice presidente da federação, estiveram presentes o superintendente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, José Augusto Gomes e a consultora da Facesp, Leni Seabra Lazarini.

No encontro que teve na cidade de Quatá, com o presidente da associação comercial local, Luiz Carlos Alves, o SCPC foi o tema principal, diante da burocracia existente no processo de negativação dos devedores junto ao sistema de consulta. “As complicações estão desestimulando os associados a incluírem os devedores no sistema”, reclamou o dirigente de Quatá, que vem sofrendo esse tipo de dificuldade na cidade. “Essa é uma realidade para todo o Estado de São Paulo”, admitiu Libânio Victor Nunes de Oliveira, que orientou o presidente a tomar algumas medidas no sentido de agilizar o processo.

Na visita realizada na cidade de Maracai, a presidente da associação comercial local, Gesimeire Rosalia Vidotti Ludwig, por ter assumido o cargo recentemente, os assuntos foram mais amplos do ponto de vista administrativo, afinal, são muitos os detalhes ainda desconhecidos por ela. “Ainda estou me adaptando ao cargo, afinal, temos muitos problemas estruturais a serem resolvidos”, disse ao mudar de sede recentemente, promover campanhas promocionais no final do ano e reavaliar uma série de questões administrativas. “Venha nos visitar em Marília que poderemos mostrar uma série de alternativas viáveis”, convidou Libânio Victor Nunes de Oliveira.

Em Echaporã o encontro foi mais rápido e prático, afinal, a associação comercial daquela cidade está bem estruturada e vem realizando um excelente trabalho na comunidade e espera em breve introduzir mais de 30 jovens dentro do programa de estágio (PROE) desenvolvido pela Facesp. “Os cartões de benefícios, educação e alimentação estão bem evoluídos por aqui”, disse Moisés Antônio Leite, que foi muito elogiado pelo vice presidente da Facesp, pelo bom trabalho que vem realizando com os produtos da federação. “O que mostra que o tamanho da cidade não faz diferença”, resumiu o vice presidente da Facesp.