Acontece no Estado

Empresas podem trocar cesta por cartão de benefício


Libânio Victor Nunes de Oliveira e José Augusto Gomes, falam sobre o cartão alimentação da Acim


  Por Redação Facesp 16 de Agosto de 2016 às 00:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


Visando facilitar a gestão das empresas, bem como aquecer a economia da cidade, a Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília está oferecendo aos associados, ou não, a possibilidade do empresariado oferecer aos associados o benefício da cesta básica convencional, em forma de créditos para serem investidos especificamente na alimentação, em supermercados e mercados localizados em Marília. “A empresa cumpre da mesma forma o que exige a lei”, garante o presidente da associação comercial, Libânio Victor Nunes de Oliveira, que introduziu o serviço na entidade já em condições de oferecer para o público. “É um sistema prático, rápido e que agrada a ambos: empregador e empregado”, falou o dirigente mariliense.

Com o sistema adotado a empresa oferece ao funcionário um cartão com o crédito relativo ao valor da cesta básica convencional determinada por lei. Com este cartão pessoal o empregado poderá adquirir qualquer produto alimentício nas principais redes supermercadistas da cidade. “Os supermercados Tauste, Kawakami, Confiança, Bom Preço, Amigão dentre outros fazem parte da nossa rede de conveniados”, comentou o presidente ao destacar os supermercados envolvidos, um dos atrativos do sistema. “O empregado ficará satisfeito, pois, terá a liberdade de escolha do produto, do dia da compra e do supermercado de preferência”, comparou. “E os créditos são investidos no comércio de Marília”, ressaltou a diferença que considera mais importante para a economia local.

Com o cartão alimentação da associação comercial mariliense os supermercadistas terão segurança e certeza do recebimento, pois os valores são descontados na folha de pagamento da empresa, além de contar com uma instituição de confiança na gestão, que no caso é a Acim. “Temos uma experiência positiva com o cartão de benefício “ACCredito”, que utiliza o mesmo sistema e quase 10 mil pessoas são beneficiadas”, recordou Libânio Victor Nunes de Oliveira que considera uma evolução esse tipo de sistema e que facilita para todos os envolvidos: empregador, empregado e comerciantes. “Normalmente os produtos de uma cesta básica convencional não são da preferência do empregado e de empresas de outras cidades”, disse.

Com dedução de 4% no Imposto de Renda, sem taxa de administração e ainda com a facilidade e praticidade dos produtos da Acim, o empresário interessado deve manter contato com a entidade, através do número telefônico: (14) 3402-3300, para agendamento de um dos agentes de negócios da Acim, para as explicações necessárias de forma personalidade. “Já realizamos os testes necessários, o período de adaptação e agora estamos na fase de ampliação da rede de beneficiados e conveniados”, explicou o superintendente da Acim, José Augusto Gomes, que também é favorável ao sistema utilizado. “O importante é que os valores envolvidos são todos utilizados na própria cidade, ou seja, comerciantes de Marília, beneficiando funcionários marilienses, em supermercados e mercados da própria cidade”, apontou o dirigente mariliense ao mostrar algumas das diferenças do sistema convencional e semelhantes.