Acontece no Estado

Em Sorocaba, Black Friday promissora anima o comércio


Pesquisa da Associação Comercial revela que 78% dos consumidores devem realizar algum tipo de compra com tíquete até R$ 500,00


  Por Redação Facesp 17 de Novembro de 2017 às 09:13

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


Promoções são vistas como grandes oportunidades para atrair os consumidores em datas especiais.

Pensando nisso, o comércio de Sorocaba começa a se preparar para a Black Friday, termo criado pelo varejo nos Estados Unidos para nomear a ação de vendas que se tornou sucesso em alguns países, que acontece dia 24 no Brasil.
 
Segundo pesquisa da Associação Comercial, a Black Friday vem ampliando sua relevância para o comércio a cada ano.

Em Sorocaba, aproximadamente 78% dos consumidores devem realizar algum tipo de compra. O tíquete médio durante a data promocional varia de R$ 50 a R$ 500.
 
“A pesquisa demonstra que a maior parte dos entrevistados pretende comprar na data. Porém, existe uma ressalva  - os preços realmente precisam ser atrativos”, diz Rafael Muscari, economista da Associação Comercial/Esamc Jr.
 
A pesquisa revela ainda que 34% dos entrevistados deseja comprar nas lojas físicas e 26% pela internet. Porém, 40%, preferem comprar no Shopping Center.

Para o presidente da Associação Comercial de Sorocaba, José Alberto Cépil, o movimento da Black Friday teve inicio na internet.

Por isso, é notável que uma boa parte dos consumidores busque as promoções por esse meio, mas gradativamente as lojas estão ganhando mais espaço.
 
“As empresas devem aproveitar o apelo da data para oferecer produtos com descontos e estimular o consumo. É uma excelente oportunidade para aquecer as vendas. Disponibilizamos aos nossos associados peças de divulgação para redes sociais, a fim de divulgar as promoções. Acreditamos que os comerciantes vão criar campanhas para trazer o cliente e vender mais nestes dias, preparando um esquenta para o Natal”, afirma Cépil.

FOTO: Fátima Fernandes/Diário do Comércio