Acontece no Estado

Diversificação de serviços é discutida em Tupã


Libânio Victor Nunes de Oliveira, de Marília e Dirceu Luiz Michelan, de Tupã conversam sobre a Facesp


  Por Redação Facesp 01 de Fevereiro de 2017 às 00:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


Reunião realizada na sede da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Tupã, entre o presidente local e o vice presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), teve como tema principal a necessidade das associações comerciais do interior paulista terem uma diversificação de serviços a oferecer para os comerciantes associados. De acordo com o vice presidente da Facesp, Libânio Victor Nunes de Oliveira, uma associação comercial não pode depender do valor das mensalidades para se manter. “Hoje é preciso oferecer serviço com qualidade para o lojista melhorar o desempenho da empresa”, disse o dirigente federativo ao se reunir com Dirceu Luiz Michelan e Sônia Regina Taiano, para tratar deste e de outros assuntos.

Durante o encontro foi conversado sobre assuntos polêmicos como o relacionamento com a Boa Vista Serviços, Certificação Digital, Promoções e o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). “Este ano de 2017 as associações comerciais terão que intensificar os serviços oferecidos utilizando os programas da Facesp e usando a criatividade”, disse o superintendente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, José Augusto Gomes, que participou do encontro, principalmente para os esclarecimentos sobre a Boa Vista Serviços, por fazer parte do comitê regional de relacionamento. “Quanto mais diversificado for o serviço disponível, maior será a utilização deles por parte dos associados”, comentou o experiente dirigente associativo que está na associação comercial há quase quatro décadas.

Por ser uma entidade bem consolidada, com boas parcerias e bons serviços disponíveis, a Associação Comercial e Indústria (ACI) de Tupã está entre as mais eficientes da região. “Nosso comércio além de diversificado é bem distribuído em todos os principais pontos da cidade”, comentou Dirceu Luiz Michelan que também faz parte da associação comercial tupãense há muitos anos. “Temos uma relação direta com os nossos associados, procurando agilizar ao máximo qualquer necessidade”, completou Sônia Regina Taiano, que também faz parte do sistema associativista há mais de três décadas.

Para Libânio Victor Nunes de Oliveira é importante as visitas que vem fazendo na região administrativa da Facesp, que envolve 19 associações comerciais, e sempre no início da temporada esses encontros são individualizados. “Em breve faremos um encontro regional, com as presenças de todas as associações comerciais”, disse o vice presidente da Facesp que já esteve nas cidades de: Rinópolis, Parapuã, Bastos, Pompeia, Paraguaçu Paulista, Quatá, Maracai, Tarumã, Echaporã e agora Tupã. “Cada associação comercial tem a própria particularidade, mas todas contam com o apoio e os programas desenvolvidos pela Facesp”, disse o dirigente regional que estará nas demais cidades do centro oeste paulista nos próximos dias.